Casal cristão jogados vivos em fornalha tem seus algozes presos no Paquistão


casal-cristao-jogados-em-fornalha-tem-seus-agressores-muçulmanos-presosShama Bibi e Shahzad Masih um casal cristão paquistanês foram espancados e jogados numa fornalha de tijolos onde trabalhavam por muçulmanos, que os acusaram de terem supostamente profanado o Alcorão, teve 50 dos seus algozes presos. O governo local se propôs a indenizar a família das vitimas. -Confira, ore  e comente…
Cinquenta muçulmanos no Paquistão foram presos por terem participado no assassinato e terem jogados um casal cristão no fogo de uma fornalha.
Shama Bibi, 28 e Shahzad Masih de 32 abos, foram mortos sob alegação dos muçulmanos radicais de terem profanado o Alcorão. Segundocasal-cristao-jogados-em-fornalha-tem-seus-agressores-muçulmanos-presos-fabrica-tijolos relatos, após a morte de seu pai, Shama teria queimado alguns pertences dele por não valer mais a pena guarda-los, no meio desses tinha cartões e papeis que foram jogados. Um dos trabalhadores muçulmano, companheiro de trabalho de Shama viu os papeis sendo queimado e pensando ser paginas do Corão avisou aos líderes religiosos, conforme informou o IB Times.
Shama e seu marido trabalhava para o dono de uma fábrica de tijolos perto da aldeia de Kot Radha Kishan e tinham 3 filhos. os relatórios indicam que ela estaria grávida quando aconteceu a violência contra a vida deles.
casal-cristao-jogados-em-fornalha-tem-seus-agressores-muçulmanos-presosQuando os muçulmanos ouviram o chamado do mulá local, dizendo que o casal foi condenado por blasfêmia contra o Islã, uma ofensa que resulta em prisão ou morte, centenas correram em busca de Shama e Masih, que foram arrastados para fora e receberam socos e chutes.
Em seguida, a multidão agarrou os corpos das vitimas e atirou eles na fornalha de fogo, utilizada na fabricação de tijolos.
O governo local se ofereceu para pagar a família o valor equivalente a 49 mil dólares, bem como 10 hectares de terras casal-cristao-jogados-em-fornalha-tem-seus-agressores-muçulmanos-presos-familiarescomo compensação.
Centenas de pessoas enfrentaram a pena de morte por violar a lei de blasfêmia no Paquistão desde 1990. Normalmente, os funcionários do governo não punem os infratores.VERDADE GOSPEL
Compartilhar no Google Plus

About Pr joão Monteiro

Postar um comentário

Obrigado Pela Sua Visita

Membra-se na rede

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Casal cristão jogados vivos em fornalha tem seus algozes presos no Paquistão


casal-cristao-jogados-em-fornalha-tem-seus-agressores-muçulmanos-presosShama Bibi e Shahzad Masih um casal cristão paquistanês foram espancados e jogados numa fornalha de tijolos onde trabalhavam por muçulmanos, que os acusaram de terem supostamente profanado o Alcorão, teve 50 dos seus algozes presos. O governo local se propôs a indenizar a família das vitimas. -Confira, ore  e comente…
Cinquenta muçulmanos no Paquistão foram presos por terem participado no assassinato e terem jogados um casal cristão no fogo de uma fornalha.
Shama Bibi, 28 e Shahzad Masih de 32 abos, foram mortos sob alegação dos muçulmanos radicais de terem profanado o Alcorão. Segundocasal-cristao-jogados-em-fornalha-tem-seus-agressores-muçulmanos-presos-fabrica-tijolos relatos, após a morte de seu pai, Shama teria queimado alguns pertences dele por não valer mais a pena guarda-los, no meio desses tinha cartões e papeis que foram jogados. Um dos trabalhadores muçulmano, companheiro de trabalho de Shama viu os papeis sendo queimado e pensando ser paginas do Corão avisou aos líderes religiosos, conforme informou o IB Times.
Shama e seu marido trabalhava para o dono de uma fábrica de tijolos perto da aldeia de Kot Radha Kishan e tinham 3 filhos. os relatórios indicam que ela estaria grávida quando aconteceu a violência contra a vida deles.
casal-cristao-jogados-em-fornalha-tem-seus-agressores-muçulmanos-presosQuando os muçulmanos ouviram o chamado do mulá local, dizendo que o casal foi condenado por blasfêmia contra o Islã, uma ofensa que resulta em prisão ou morte, centenas correram em busca de Shama e Masih, que foram arrastados para fora e receberam socos e chutes.
Em seguida, a multidão agarrou os corpos das vitimas e atirou eles na fornalha de fogo, utilizada na fabricação de tijolos.
O governo local se ofereceu para pagar a família o valor equivalente a 49 mil dólares, bem como 10 hectares de terras casal-cristao-jogados-em-fornalha-tem-seus-agressores-muçulmanos-presos-familiarescomo compensação.
Centenas de pessoas enfrentaram a pena de morte por violar a lei de blasfêmia no Paquistão desde 1990. Normalmente, os funcionários do governo não punem os infratores.VERDADE GOSPEL
Postar um comentário