Mostrando postagens com marcador MUNDO. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador MUNDO. Mostrar todas as postagens

Obrigado Pela Sua Visita

Membra-se na rede

Mostrando postagens com marcador MUNDO. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador MUNDO. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 7 de agosto de 2015

Começou o cursinho preparatório pro Exame Nacional do Ensino Médio - ENEM

em Aguanil (na escola Estadual Professor Leonides Alvarenga, quarta feira) e em Campo Belo (no polivalente, noite de ontem Preparação para o Exame Nacional do Ensino Médio - ENEM, na Escola Estadual Padre Alberto Fuger (polivalente), na Escola Estadual Professor Leonides Alvarenga (Aguanil) e na Escola Municipal João Alves Duca (Santana do Jacaré/MG), com 17 (dezessete) professores REVISANDO TODO O CONTEÚDO EXIGIDO PARA O EXAME.


*Intensivão ABERTO PARA ALUNOS e não alunos das escolas.

Mais informações:

Escola Estadual Pe. Alberto Fuger (polivalente): (35) 3834-1590.
Escola Estadual Prof. Leonides Alvarenga (Aguanil/MG) (35) 3834-1590 - 9838-1564.
Escola Municipal João Alves Duca (Santana do Jacaré/MG) (35) 3866-1238 - 9915-2993










.
Igreja Batista Ebenezer de Cristais

terça-feira, 9 de junho de 2015

Quero aqui deixar o meu repudia a marcha do orgulho gay Pelo o Que Fizeram em são paulo Querem respeito respeite.

EU PrJoão Monteiro​ faço uso do meu esposo para aqui deixar o meu repudia a marcha do orgulho gay me sinto  Ofendido com a encenação
 da crucificação de Jesus em plena parada gay causou muito mal-estar entre cristãos de diversas matizes. Uns consideraram blasfêmia, outros, apenas deboche, mas a maioria entendeu como uma provocação aberta aos cristãos.
Particularmente, não me senti nem um pouco ofendido ao ver uma ativista gay pregada numa cruz. Afinal, Jesus não morreu somente por héteros. Na cruz, Ele Se identificou com os excluídos, os oprimidos, os marginalizados, e ao fazê-lo, assumiu em Si todos os nossos pecados e mazelas, sejam de que natureza forem, inclusive sexual. Não há dilema humano que não caiba na cruz.
O que vi representado naquela cena foi o sofrimento de um segmento que tem sido vítima de nosso preconceito, nojo e ódio. O que deveria nos incomodar não é a cena em si, mas aquilo que ela pretende denunciar. E por mais doloroso que seja admitir, temos engrossado o coro de seus algozes. Nossos discursos inflamados, travestidos de piedade cristã, só fazem fomentar ainda mais a intolerância e o desamor.
O que para alguns pareceu um insulto, para mim soou como um pedido de socorro. Se a intenção era apenas provocar, eles conseguiram. Provocaram o que já estava latente em nós, nosso ódio inconfessável ou nossa compaixão.
Sobre a cabeça do ativista crucificado uma placa que dizia "Basta de homofobia". Se isso não for um pedido de socorro, não sei o que é.
Próximo dali, um grupo de cristãos conscientes exibiam uma faixa que dizia "Jesus cura a homofobia". Nem tudo está perdido. No meio desta loucura que se instalou em nossos arraiais, ainda restam alguns oásis de lucidez e misericórdia. Pena que seja uma minoria. E tomara que se torne uma minoria bem barulhenta.
A maioria está tão obcecada com a ideia de curá-los daquilo que reprovam como conduta, que não percebe o quão doente está.
Obviamente que políticos evangélicos que têm sido eleitos em cima desta guerra idiota vão aproveitar ao máximo o episódio para se auto-promover. Quanto mais animosidade entre cristãos e gays, melhor para eles. Só não vê quem não quer.
E Jesus, será que Se ofendeu? Ora, se Ele foi capaz de rogar perdão por aqueles que o crucificavam pra valer, duvido muito que não tenha relevado o que não passou de uma representação artística. Não creio num Jesus ranzinza, insensível e incapaz de compreender nossas idiossincrasias e incongruências. Creio que do alto céu, Ele olhou com misericórdia aquelas milhões de pessoas que desfilavam na Avenida Paulista como ovelhas que não têm pastor.
Quem sabe encontrou mais sinceridade em cima daquele trio-elétrico do que em cima de outros que desfilaram dois dias antes. Assim como encontrou mais fé num centurião romano idólatra do que nos religiosos escrupulosos que o seguiam. Imagino o quão ofendidos ficaram ao ouvirem dos lábios de Jesus: Nunca encontrei tamanha fé, nem mesmo em Israel. Em nosso caso, talvez o que sobre de fé esteja faltando de amor.
Que tal se em vez de ficar colocando lenha na fogueira de nossa nada santa inquisição, não alimentamos o que ainda nos restou da chama do amor?

***

P.S. Duas passagens bíblicas têm sido usadas para justificar a revolta de muitos cristãos devido à crucificação encenada na Parada Gay. Uma delas está em Hebreus 10:29: "De quanto maior castigo cuidais vós será julgado merecedor aquele que pisar o Filho de Deus, e tiver por profano o sangue da aliança com o qual foi santificado e ultrajar o Espírito da graça? Pois conhecemos aquele que disse: Minha é a vingança, eu retribuirei. E outra vez: O Senhor julgará o seu povo." Reparem que esta advertência é dirigida aos cristãos e não aos de fora. Está se falando de alguém que, uma vez santificado, insiste em profanar o sacrifício de Jesus e ultrajar o Espírito da graça. E sinceramente, é o que mais tenho visto por parte daqueles que destilam ódio em seu discurso pseudo-piedoso. Quem ultraja mais o "Espírito da Graça" senão aquele que se atreve a delimitar o perímetro de Sua atuação? Quem profana mais o sangue da aliança se não os que fazem do povo de Deus um meio de ganhar dinheiro e votos?  A outra passagem está em Gálatas 6:7: "Não vos enganeis. De Deus não se zomba. Tudo o que o homem semear, isso também ceifará." Basta uma conferida no contexto para verificar que Paulo está advertindo os que trocaram a graça pela lei, a misericórdia pelo juízo e que estavam justificando a si mesmos por suas obras. Ninguém tem zombado mais de Deus do que os cristãos. E não só isso: por nossa causa o caminho da verdade tem sido blasfemado pelos de fora (2 Pe.2:2). Eles têm como justo álibi uma suposta ignorância. Porém, nós não temos o direito de nos estribar em nossa nesciência.
Agora, cá entre nós... É impressão minha ou os gays se apropriaram "indevidamente" de uma mensagem que tem sido desprezada pelos cristãos? Ou alguém ouviu alguma menção à cruz de Cristo durante a Marcha pra Jesus?
A cruz segue sendo um escândalo. Talvez por isso já não é pregada como antes. Ela expõe as entranhas de nossa presunção, de nosso preconceito, de nossa vaidade, enquanto manifesta a glória de Sua escandalosa graça.

A propósito, não me sinto na obrigação de perdoar o que não considerei ofensa. E se este fosse o caso, meu perdão não se basearia no fato de "não saberem o que fazem". Pelo que tenho visto até aqui, eles sabem mais o que fazem do que muitos crentes sabem o que dizem. Mas se você, cristão, se sentiu ofendido, só lhe resta perdoar ou refletir sobre seu posicionamento.

Só me resta agradecer à comunidade LGBT por nos fazer lembrar que ainda há uma cruz.

Igreja Batista Ebenezer de Cristais


terça-feira, 13 de janeiro de 2015

Polícia da Itália está em ‘alerta máximo’ para atentados no Vaticano

TV israelense disse que território seria o próximo alvo de ataques. Ministro italiano disse que não foi encontrada nenhuma confirmação de atos
TV israelense disse que território seria o próximo alvo de ataques. Ministro italiano disse que não foi encontrada nenhuma confirmação de atos
A polícia de Roma está em “alerta máximo” para ataques terroristas no Vaticano, a pesar de não haver até o momento nenhuma novidade a respeito de possíveis ataques na sede da Igreja Católica, disse nesta segunda-feira (12) o chefe da divisão de operações especiais da polícia da cidade, Diego Parente.
A declaração foi dada após a divulgação de notícias na imprensa local de que havia risco de um atentado terrorista no Vaticano. “Sobre isto não foi encontrada nenhuma confirmação até agora”, disse Parente, segundo a agência de notícias italiana Ansa.
O policial disse que as autoridades aumentaram as medidas de segurança na área judaica de Roma e ao redor das escolas judaicas da cidade.
O Ministro do Interior da Itália, Angelino Alfano, disse nesta segunda que as autoridades italianas não encontraram nenhuma confirmação sobre as informações de que o Vaticano seria o próximo alvo de terroristas islâmicos, após os atentados ocorridos na França na semana passada.
“Fizemos uma checagem com as autoridades de segurança de outros países e este não é o caso”, afirmou o ministro.
A TV estatal israelense reportou nesta segunda que a inteligência americana havia alertado o Vaticano sobre um possível ataque terrorista no território. O ministro disse, entretanto, que o nível de alerta permanece alto porque o Vaticano já era um alvo potencial.
“Infelizmente, o Estado Islâmico mencionou o Vaticano diversas vezes. É por isso que não subestimamos nenhuma hipótese”, disse o ministro.
Deixe o seu comentário no Verdade Gospel.
Fonte: G1
VERDADE GOSPEL

Braço da Al-Qaeda ameaça França com novos ataques terroristas

Organização terrorista criticou ocupação francesa em países africanos
O braço da rede terrorista Al-Qaeda no Norte da África divulgou uma ameaça de praticar novos ataques à França, após os atentados que deixaram 20 mortos na semana passada, segundo a rede de TV americana CNN.
“A França pagará o custo de sua violência contra os países muçulmanos e a violação de sua santidade”, disse a Al-Qaeda no Magreb Islâmico (AQIM) em um comunicado publicado em sites jihadistas.
“Enquanto soldados ocuparem países como o Mali e bombardearem nossas pessoas na Síria e no Iraque, enquanto sua mídia continuar a minar nosso Profeta (Maomé), a França vai se expor ao pior e mais.”
A ameaça ocorre enquanto a França ainda está se recuperando do impacto dos atentados terroristas da semana passada. Na quarta-feira (7), 12 pessoas morreram em um ataque ao jornal satírico “Charlie Hebdo”, que já havia estampado charges do profeta Maomé em suas páginas. No dia seguinte, uma policial foi morta em um incidente relacionado. E na sexta-feira (9) quatro judeus morreram após serem feitos reféns em um mercado de Paris.
Os autores dos três ataques – os irmãos Chérif e Said Kouachi, autores do ataque ao jornal, e Amedy Coulibaly, que matou a policial e fez o sequestro no mercado – foram mortos após serem cercados pela polícia na sexta. As autoridades estabeleceram uma relação entre eles, e um video publicado na internet mostra Amedy afirmando que agiu de maneira coordenada com os irmãos Kouachi.
Deixe o seu comentário no Verdade Gospel.
Fonte: G1
VERDADE GOSPEL

quinta-feira, 10 de julho de 2014

papa-confessa-ter-furtado-cruz-em-velorioPela primeira vez  o papa Francisco admitiu que na denominação existe uma “cumplicidade inexplicável” no clero da Igreja Católica com os casos de abusos sexuais e pede perdão às vitimas dos abusos. O pedido aconteceu em homilia na segunda-feira(07), onde o papa pediu várias vezes perdão. -Confira, assista e comente…
O Papa Francisco denunciou nesta segunda-feira (7) a “cumplicidade inexplicável” da Igreja Católica com os padres pedófilos que cometeram abusos sexuais e pediu desculpas às vítimas em um encontro com algumas delas no Vaticano.
Em suas palavras mais fortes sobre o assunto, Francisco disse às vítimas que os abusos foram “camuflados com cumplicidade” e implorou por perdão.
papa-pede-perdao-as-vitimas-de-abusos-sexuais-na-igreja“Há muito tempo sinto no coração uma profunda dor, um sofrimento tanto tempo oculto, tanto tempo dissimulado com uma cumplicidade que não tem explicação”, disse o pontífice em uma comovedora homília na qual pediu várias vezes perdão.
“Diante de Deus expresso minha dor pelos pecados e crimes graves de abusos sexuais cometidos pelo clero contra vocês e humildemente peço perdão”, afirmou o Papa, que reconheceu que os líderes da Igreja “não responderam adequadamente às denúncias de abuso apresentadas por familiares e por aqueles que foram vítimas de abuso”, disse.
Durante a missa que celebrou no Vaticano na presença de seis vítimas, Francisco criticou, ainda, a forma como os crimes foram camuflados pelos que que podiam ter feito a diferença.
“Quero expressar a minha dor pelos pecados e pelos crimes graves que abuso sexual cometidos pelo clero contra vós. Humildemente peço perdão e peço, também, perdão pelo pecado de omissão por parte de líderes da igreja” afirma.
O Papa reuniu-se depois em privado com as seis vítimas de três nacionalidades: alemã, inglesa e irlandesa.
Antes da homilia, Francisco, também, não foi poupado a críticas como explica Philip Pullella, correspondente da Reuters novaticano-comunicado-papa-pedofilia-mais-empenho-1Vaticano:
“o Papa foi criticado pelo tempo que demorou a reunir-se com vítimas de abuso sexual, ou seja, cerca de seis meses depois de ter sido eleito. As vítimas da Argentina ficaram tristes por não terem sido incluídas no grupo e enviaram uma carta ao Papa a dar conta desse sentimento que consideram ser de exclusão.”
Nos últimos 10 anos, o Vaticano investigou mais de 3000 casos e afastou cerca de 850 padres
VERDADE GOSPEL

Para vitimas de padres pedófilos e por cumplicidade da Igreja o Papa pede perdão

papa-confessa-ter-furtado-cruz-em-velorioPela primeira vez  o papa Francisco admitiu que na denominação existe uma “cumplicidade inexplicável” no clero da Igreja Católica com os casos de abusos sexuais e pede perdão às vitimas dos abusos. O pedido aconteceu em homilia na segunda-feira(07), onde o papa pediu várias vezes perdão. -Confira, assista e comente…
O Papa Francisco denunciou nesta segunda-feira (7) a “cumplicidade inexplicável” da Igreja Católica com os padres pedófilos que cometeram abusos sexuais e pediu desculpas às vítimas em um encontro com algumas delas no Vaticano.
Em suas palavras mais fortes sobre o assunto, Francisco disse às vítimas que os abusos foram “camuflados com cumplicidade” e implorou por perdão.
papa-pede-perdao-as-vitimas-de-abusos-sexuais-na-igreja“Há muito tempo sinto no coração uma profunda dor, um sofrimento tanto tempo oculto, tanto tempo dissimulado com uma cumplicidade que não tem explicação”, disse o pontífice em uma comovedora homília na qual pediu várias vezes perdão.
“Diante de Deus expresso minha dor pelos pecados e crimes graves de abusos sexuais cometidos pelo clero contra vocês e humildemente peço perdão”, afirmou o Papa, que reconheceu que os líderes da Igreja “não responderam adequadamente às denúncias de abuso apresentadas por familiares e por aqueles que foram vítimas de abuso”, disse.
Durante a missa que celebrou no Vaticano na presença de seis vítimas, Francisco criticou, ainda, a forma como os crimes foram camuflados pelos que que podiam ter feito a diferença.
“Quero expressar a minha dor pelos pecados e pelos crimes graves que abuso sexual cometidos pelo clero contra vós. Humildemente peço perdão e peço, também, perdão pelo pecado de omissão por parte de líderes da igreja” afirma.
O Papa reuniu-se depois em privado com as seis vítimas de três nacionalidades: alemã, inglesa e irlandesa.
Antes da homilia, Francisco, também, não foi poupado a críticas como explica Philip Pullella, correspondente da Reuters novaticano-comunicado-papa-pedofilia-mais-empenho-1Vaticano:
“o Papa foi criticado pelo tempo que demorou a reunir-se com vítimas de abuso sexual, ou seja, cerca de seis meses depois de ter sido eleito. As vítimas da Argentina ficaram tristes por não terem sido incluídas no grupo e enviaram uma carta ao Papa a dar conta desse sentimento que consideram ser de exclusão.”
Nos últimos 10 anos, o Vaticano investigou mais de 3000 casos e afastou cerca de 850 padres.   
VERDADE GOSPEL

Tensão no Oriente Médio aumenta e Israel convoca 40 mil reservistas

Imagem: Reprodução/U.S. Marine Corps

O governo de Israel autorizou nesta terça-feira (8) que o exército convoque 40 mil reservistas para o caso de uma operação terrestre na Faixa de Gaza, informou a imprensa israelense.
A decisão acontece em meio à escala de violência mais grave desde novembro de 2012. Na segunda-feira (7), o exército israelense lançou uma ofensiva aérea contra o movimento islamita Hamas, que reivindicou o lançamento de dezenas de foguetes contra o sul do Israel nos últimos dias.
Israel bombardeou dezenas de alvos na Faixa de Gaza nesta terça, após uma onda de ataques palestinos com foguetes contra cidades do país, intensificando assim uma ofensiva contra o Hamas que pode prosseguir por um longo período, segundo advertiu o governo israelense.
Após a pior onda de violência ao longo da fronteira de Gaza desde uma guerra de oito dias em 2012, o Exército de Israel disse ser possível uma invasão terrestre do enclave, embora não iminente, e exortou os cidadãos israelenses que vivem dentro de um raio de 40 quilômetros do território costeiro a ficarem perto de abrigos antiaéreos.
Deixe seu comentário no Verdade Gospel.
Fonte: G1  VERDADE GOSPEL

sexta-feira, 27 de junho de 2014

Igreja Católica é contra “união gay” mas pode batizar filhos se for solicitado-Enten

filho-adotivo-uniao-gayA recomendação está em documento divulgado pelo Vaticano nesta quinta-feira(26) denominado “Instrumentum Laboris” que será apresentado no sínodo de bispos católicos em outubro. Apesar de ainda ser contra o “casamento gay” o documento pede para receber os filhos de casais gays na fé com igual dignidade. -Confira e comente…
A Igreja Católica divulgou hoje, 26, o texto preparatório do Sínodo extraordinário, que será realizado no próximo mês de outubropapa-francisco-pede-nova-atitude-com-filhos-de-homossexuais-1 e que terá como tema “Os desafios pastorais da família, no contexto da evangelização”. O documento revela que, em geral, os casais não acreditam que seja pecado utilizar métodos anticoncepcionais e não entendem a proibição da comunhão para divorciados. Outro ponto é que a Igreja está inclinada a batizar filhos de casais gays, mas continua contra este tipo de união.
No que diz respeito aos homossexuais, o documento diz que a Igreja tem de ser menos crítica com relação a estas pessoas e deve receber os filhos destes “casais” na fé com igual dignidade, assinala um documento do Vaticano divulgado nesta quinta-feira (26).
Instrumentum Laboris-do-vaticano-pede-menos-critica-da-igreja-aos-gays-1O documento de 75 páginas, resultado de um trabalho para o sínodo de bispos católicos previsto para outubro, que discutirá questões da família, também diz que a Igreja com 1,2 bilhão de membros em de tornar-se menos exclusiva e mais humilde.
Conhecido pelo seu nome em latim “Instrumentum Laboris“, o documento ressalta a grande diferença entre os ensinamentos oficiais da Igreja sobre questões de moralidade sexual e sua aceitação e compreensão por parte dos fiéis no mundo todo.
O trabalho foi baseado nas respostas a um questionário de 39 perguntas enviado a dioceses em todo o mundo antes do sínodo. Pela primeira vez, em preparação para esse encontro, o Vaticano pediu aos bispos que compartilhem a pesquisa amplamente com os párocos e busquem os pontos de vista dos seus paroquianos.
familia-gayA posição tradicional da Igreja sobre a homossexualidade levou a alguns casos de exclusão de filhos de homossexuais das atividades da Igreja.
Embora o novo documento não apresente nenhuma mudança imediata na condenação de atos homossexuais e na oposição da Igreja ao casamento gay e à adoção de crianças por gays, ele usa uma linguagem notavelmente menos crítica e mais compassiva do que declarações anteriores do Vaticano.
Segundo o texto, embora os bispos se oponham à “redefinição” do casamento por governos que permitem uniões do mesmo sexo, a Igreja tem que encontrar um equilíbrio entre os seus ensinamentos sobre a família tradicional “e uma atitude respeitosa, sem juízos de valor em relação às pessoas que vivem em tais uniões”.
Essa frase ecoa as famosas declarações do papa Francisco sobre homossexuais ao voltar do Brasil em julho passado: “Se umapapa-francisco-igreja-fala-demais-em-aborto-e-gays pessoa homossexual é de boa vontade e está à procura de Deus, eu não sou ninguém para julgá-la”.
No passado, o Vaticano se referiu à homossexualidade como “intrinsecamente desordenada” e parte de “um mal moral intrínseco”.
Instrumentum Laboris-do-vaticano-pede-menos-critica-da-igreja-aos-gaysA Igreja ensina que os atos homossexuais são pecaminosos, mas as tendências homossexuais não são.
O documento observa que alguns católicos que responderam ao questionário sentiram “um certo mal-estar diante do desafio de aceitar essas pessoas com espírito misericordioso e, ao mesmo tempo, manter a doutrina moral da Igreja …
VERDADE GOSPEL

sexta-feira, 20 de junho de 2014

Cristãos são mortos ao responder que não são Muçulmanos no Quênia – ORE


48-cristaos-mortos-no-quenia-por-grupo-radical-islamico-16-06-14-bExtremistas islâmicos do grupo Al-Shabab no domingo(15) foram de porta em porta, enquanto as famílias assistiam o jogo da Copa/14 e perguntavam se eles eram muçulmanos. Se a resposta não fosse do agrado eles atiravam na pessoa que respondia. - Confira, ORE e comente…
Cristãos na cidade costeiras de Mpeketoni no Quênia, viveu dois dias de terror por causa do ataque do grupo extremista Al48-cristaos-mortos-no-quenia-por-grupo-radical-islamico-16-06-14Shabab, que são procedentes da Somália, que tirou a vida de cerca de 48 pessoas.
Homens armados foram de porta a porta, exigindo saber das famílias se eram muçulmanos e se falavam somalis. Se os extremistas não gostassem da resposta, abriam fogo, contaram testemunhas nesta segunda-feira(16).
48-cristaos-mortos-no-quenia-por-grupo-radical-islamico-16-06-14-cO ataque começou na noite de domingo(15), quando as famílias estavam reunidas assistindo os jogos da Copa do Mundo no Brasil , o qual a transmissão foi até a madrugada, onde os extremistas aproveitaram a pouca resistência das forças de segurança do Quênia.
Depois do nascer do sol foi que as tropas quenianas e os moradores puderam ver os corpos deitados sobre 48-cristaos-mortos-no-quenia-por-grupo-radical-islamico-16-06-14-bas estradas de terra e em edifícios corpos ainda quentes. Dois hotéis e muitos veículos foram queimados.
O ataque poe em destaque os incidentes crescentes de violência extremista islâmicos em um país que já foi considerado um reduto de estabilidade na África Oriental.
A avaliação do ataque onde foi tirada a vida de religiosos, lembrou o ataque implacável pelo al-Shabab em um centro comercial na capital Nairóbi, em setembro do ano passado, onde 67 pessoas perderam a vida, algumas delas após não serem capazes de responder perguntas sobre o Islã.
“Eles vieram a nossa casa em torno das 20hs e nos perguntaram se eramos muçulmanos Swahili. O meu marido disse que eramos cristãos e ele atirou na cabeça e no peito dele”, disse a viúva Anne Gathingi.
Outro morador, John Waweru, disse que seus dois irmãos foram mortos pelos terroristas, no momento que comprovaram que eles não falavam a língua somali.
48-cristaos-mortos-no-quenia-por-grupo-radical-islamico-16-06-14-JosephO ministro do interior, José Ole Lenku, disse que os extremistas fugiram para a floresta após uma “troca de tiros” com a força de segurança. Ele alertou os políticos da oposição contra a incitação à violência, dizendo que era possível que os ataques tinha a ver com a tensão politica. A informação foi desmentida imediatamente por especialista em segurança.
Al-Shabab, o grupo que efetuou os ataques aos cristãos em suas residencias alegou que a causa foi a “brutal opressão aos muçulmanos no Quênia”. O grupo disse que esses ataques continuarão “enquanto continuar a invasão de nossas terras para oprimir os muçulmanos inocentes”.48-cristaos-mortos-no-quenia-por-grupo-radical-islamico-16-06-14-a
Nos últimos dias, os turistas estão sendo desencorajados a não visitar o país, ante a escalada de tensão que assola o país.
Assista vídeos matérias relacionadas ao ataque descrito no post. – Ore e comente…
1º ataque
2º ataque:
VERDADE GOSPEL

quinta-feira, 19 de junho de 2014

Americano que passou 24 anos preso por engano pede US$ 162 milhões

Imagem: Divulgação

Um homem que cumpriu uma pena de 24 anos de prisão por engano, ao ser condenado injustamente por um assassinato, exige agora uma indenização de R$ 361 milhões (US$ 162 milhões) à cidade de Nova York,  segundo o jornal The New York Post.
Segundo a fonte, a prova definitiva para libertação do acusado, Jonathan Fleming, veio através de um recibo em seu nome, o qual comprovava que o mesmo esteve em um hotel da Flórida, próximo aos parques da Disney.
O recibo em questão mostra que o acusado esteve no local quatro horas antes do assassinato pelo qual foi condenado.
O homem, residente do condado de Brooklyn e que possui 51 anos de idade, deixou a prisão no mês de abril, depois que a promotoria considerasse a prova apresentada. A condenação de Fleming foi determinada por Charles Hynes, ex-juiz do condado.
De acordo com o advogado de Fleming, Taylor Koss, é “importante” que a cidade outorgue este dinheiro para que “Fleming possa restabelecer sua vida de novo”.
Deixe seu comentário no Verdade Gospel.
Fonte: R7

segunda-feira, 12 de maio de 2014

Filme Noé é censurado na China o 2º maior mercado cinematográfico – Confira

filme-noe-censurado-na-chinaO filme Noé lançado mundialmente e já teve sua estreia no Brasil, esteve envolto em algumas controvérsias no que diz respeito a interpretação do Noé da Bíblia, e também teve sua exibição proibida em alguns países com maioria muçulmana. E agora também a China não quer ver o filme.-Confira e comente…
O filme Noé continua a causar controvérsias pelo mundo. Depois de ser mal recebido por cristãos, que não gostaram da adaptação filme-noe-censurado-na-china-1da história bíblica, e de ser censurado em países muçulmanos, agora foi a vez da China, o segundo maior mercado cinematográfico do mundo, a vetar a exibição do longa estrelado por Russell Crowe.
De acordo com o site do jornal Los Angeles Times, a Paramount Pictures, produtora do filme, gastou cerca de 10 milhões de dólares para converter Noé em 3D, a fim de torná-lo mais atraente para países em que a tecnologia tem espaço, como China, Brasil e Alemanha.
noah-noe-filme-lançamento-trailer-arca-construindoEntre os países que censuraram o longa dirigido por Darren Aronofsky estão a Indonésia, a Malásia, o Egito, os Emirados Árabes Unidos, entre outros. Embora a China não seja um país muçulmano, ela também não é muito receptiva com temáticas cristãs.
No seu primeiro final de semana em cartaz nos Estados Unidos, o filme Noé faturou cerca de 44noah-noe-filme-lançamento-trailer-ator-Russel Crowe-1milhões de dólares e alcançou o primeiro lugar na bilheteria americana. Contudo, a adaptação do épico bíblico não se manteve em alta. No final de semana passado a bilheteria não chegou a 1 milhão de dólares.
Trailer:
VERDADE GOSPEL

sexta-feira, 9 de maio de 2014

Candidato Cristão tenta pela primeira vez disputar a presidência na Síria – Confira e Ore

cristaos-sirio-se-candidata-a-pres.na-siriaA Síria vive em clima de guerra civil a qual já causou milhares de mortes e milhões de desabrigados, a grande maioria destes são cristãos que sofrem com a perseguição religiosa no país. Mas a comunidade cristã síria está esperançosa com a candidatura de um cristão nas próximas eleições. -Confira, ORE e comente…A Suprema Corte Constitucional na Síria estudou as aplicações dos 24 candidatos para as próximas eleições presidenciais na Síria,parlamento-sirio-1 que serão realizadas no dia 3 de junho de 2014. Dentre os candidatos, um é cristão: Samih Mikhael Moussa.
Apesar da tentativa, a Constituição da Síria até então exigia que os candidatos à presidência fossem muçulmanos. Dessa maneira, seria provável que a aplicação de Moussa fosse rejeitada pelo Tribunal Constitucional. A lei para as eleições de 2014, porém – que foi aprovada pelo Parlamento em março de 2013 –, não incluiu em seus parágrafos qualquer referência quanto à crença religiosa dos candidatos à presidência.
presidente-da-siria-Bashar Al Assad-foto-google-05-2014Mesmo assim, nesse domingo (04/05), o porta-voz do Tribunal Constitucional, Mayed Jadara, anunciou que o presidente da Síria, Bashar Al Assad, no cargo desde julho de 2000, irá disputar as eleições com dois candidatos: o deputado Maher Abdel Hafez Hayar, membro da oposição, e o ex-ministro Hassan Abdullah Al Nuri. A canditadura de Moussa não foi aceita. Essa será a primeira vez que as eleições presidenciais sírias terão mais de um candidato.
A lista oficial de candidatos ainda não foi divulgada. Independentemente desse fator, o vencedor mais provável destas eleições é o presidente Bashar Al-Assad. No final de abril, ele anunciou que iria disputar o terceiro mandato de presidência de 7 anos.
Recentemente, a Lei de Eleições Gerais na Síria foi alterada. O candidato presidencial deve ter pelo menos 40 anos de idade e ser mapa-siriade nacionalidade árabe-síria por ambos os pais. Também são permitidos candidatos casados com um não-sírio. O candidato que não tenha vivido na Síria durante pelo menos 10 anos também não é elegível.
Shamih Mikhael Moussa nasceu em Btaiha, em 1963, e é o primeiro cristão que tenta concorrer ao cargo de Presidente da República Árabe da Síria que, há três anos, vive em guerra civil e já causou mais de 150 mil mortes e deixou milhões de desalojados.
NOTA: A candidatura de um cristão nas próximas eleições pode trazer esperança a estes tantos que sofrem neste país. Portanto oremos para que seja feita a vontade do Senhor na vida de Shamih Mikhael Moussa, e que ele seja eleito em Nome de Jesus. -Amém…
VERDADE GOSPEL