Mostrando postagens com marcador NUTRICAO. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador NUTRICAO. Mostrar todas as postagens

Obrigado Pela Sua Visita

Membra-se na rede

Mostrando postagens com marcador NUTRICAO. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador NUTRICAO. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

O nutricionista planeja acompanhamento alimentar específico

É a ciência que investiga e controla a relação do homem com o alimento para preservar a saúde humana. O nutricionista planeja, administra e coordena programas de alimentação e nutrição em empresas, escolas, hospitais, hotéis, restaurantes comerciais, spas e asilos, entre outros locais. Ele define o cardápio das refeições, sugerindo pratos que supram as necessidades nutricionais de clientes, pacientes ou hóspedes. Orienta e prescreve dietas individuais ou de grupo, para diabéticos, hipertensos, obesos, pacientes de doenças renais, hepáticas ou qualquer outra cujo tratamento exija acompanhamento alimentar específico. Para garantir a qualidade do que vai ser consumido, seleciona os fornecedores, controla matérias-primas e supervisiona a preparação dos alimentos.
  
   
Testes Profissionais


VERDADE GOSPEL

quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Dez passos para uma alimentação saudável



1. Faça pelo menos 3 refeições (café da manhã, almoço e jantar) e 2 lanches saudáveis por dia. Não pule as refeições.
2. Inclua diariamente 6 porções do grupo dos cereais (arroz, milho, trigo pães e massas), tubérculos como as batatas e raízes como a mandioca/macaxeira/aipim nas refeições. Dê preferência aos grãos integrais e aos alimentos na sua forma mais natural.
3. Coma diariamente pelo menos 3 porções de legumes e verduras como parte das refeições e 3 porções ou mais de frutas nas sobremesas e lanches.
4. Coma feijão com arroz todos os dias ou, pelo menos, 5 vezes por semana. Esse prato brasileiro é uma combinação completa de proteínas e bom para a saúde.
5. Consuma diariamente 3 porções de leite e derivados e 1 porção de carnes, aves, peixes ou ovos. Retirar a gordura aparente das carnes e a pele das aves antes da preparação torna esses alimentos mais saudáveis!
6. Consuma, no máximo, 1 porção por dia de óleos vegetais, azeite, manteiga ou margarina. Fique atento aos rótulos dos alimentos e escolha aqueles com menores quantidades de gorduras trans.
7. Evite refrigerantes e sucos industrializados, bolos, biscoitos doces e recheados, sobremesas doces e outras guloseimas como regra da alimentação.
8. Diminua a quantidade de sal na comida e retire o saleiro da mesa. Evite consumir alimentos industrializados com muito sal (sódio) como hambúrguer, charque, salsicha, lingüiça, presunto, salgadinhos, conservas de vegetais, sopas, molhos e temperos prontos.
9. Beba pelo menos 2 litros (6 a 8 copos) de água por dia. Dê preferência ao consumo de água nos intervalos das refeições.
10. Torne sua vida mais saudável. Pratique pelo menos 30 minutos de atividade física todos os dias e evite as bebidas alcoólicas e o fumo. Mantenha o peso dentro de limites saudáveis.

quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Molhos agridoce e hortelã

Dois molhos para serem servidos ao lado de vários pratos. De um, eu gosto muito, o agridoce chinês. O outro, o de hortelã, não aprecio tanto, mas ele é bastante popular, principalmente nas churrascarias, onde sempre é apresentado para acompanhar os cordeiros.

Agridoce
agri
O molho agridoce é um clássico da cozinha chinesa tal qual é interpretada pelos restaurantes de São Paulo e que tem muitas utilidades. Nas casas chinesas, este molho agridoce costuma acompanhar a carne de porco frita e também os célebres camarões empanados. Fica ótimo ainda com o guioza, aquela massa recheada chinesa, que evoca um ravióli.
No dia-a-dia, se dá bem com bifes à milanesa, em vários pratos com frangos (empanado, espetinhos, frito, etc.) com assados, principalmente os de carne de porco, como lombo e pernil.
Ingredientes:
1 xícara de chá de vinagre de vinho branco;
3 colheres de sopa de extrato de tomate (massa de tomate);
1 colher de sopa de molho inglês (Worcestershire sauce);
4 colheres de sopa de água;
3 colheres de sopa rasas de açúcar;
½ colher de chá de sal e
¼ de uma colher de café de pimenta calabresa (a pimenta vermelha seca, que é opcional, para quem gosta do paladar picante).
Modo de fazer:
Misture todos os ingredientes e leve ao fogo. Espere abrir fervura, retire e reserve. Está pronto.
Hortelã
hot
O molho de hortelã tem sabor marcante demais para acompanhar a carne dos cordeiros, animais mais novos, de sabor delicado. Em todo caso, tem mesmo muitos apreciadores. Ele deve ter origem inglesa e deveria ser mais útil quando acompanhava carnes de sabor mais pronunciado de carneiros já velhos.
Já fiz várias vezes esta receita do grande mestre da cozinha clássica francesa, Auguste Escoffier, que aprendi do excelente livro Madame Benoit´s Lamb Cookbook. Rende uma xícara de chá de molho.
Ingredientes:
¼ de xícara de chá de água;
3 colheres de sopa de açúcar mascavo;
1/3 de xícara de chá de hortelã bem picadinha e
½ xícara de chá de vinagre de vinho tinto de boa qualidade.
Modo de fazer:
Misture a água com o açúcar mascavo e leve ao fogo brando. Vá mexendo até o açúcar dissolver totalmente. Apague o fogo e acrescente a hortelã picada e o vinagre. Misture bem, tampe e deixe descansar durante duas a quatro horas.

Hortelã

Para que serve a hortelã

Perturbações do fígado e vesícula biliar, flatulência, náuseas, vômitos, cólon irritável, infecções respiratórias (prevenção), dores de dente (bochechos) e nevralgias provocadas pelo frio. O uso do óleo essencial é indicado em inflamações orofaríngeas, gripe, tosse, bronquite, faringite, rino-sinusite e seu uso externo em mialgias.

Propriedades da hortelã

Possui ação anti-séptica; anestésica; tranquilizante suave; analgésica (principalmente a nível local e das mucosas do aparelho digestivo); antitússica; mucolítica; expectorante e descongestionante das vias respiratórias pelo óleo essencial.

Modo de uso da hortelã

As partes utilizadas da hortelã são as folhas inteiras ou cortadas e o óleo essencial.
Uso interno
  • Chá: Colocar a água para ferver e, quando borbulhar, desligar o fogo e adicionar 1 colher de sobremesa por xícara a ser preparada. Consumir, no máximo, de duas a três xícaras por dia, após ou entre as refeições. Entretanto as pessoas com irritabilidade e tendência a insônia, devem tomar o chá mais diluído.
  • Erva seca: 2-4 g, três vezes ao dia.
  • Essência: dose média 0,05 a 0,30 g/dia (45 gotas)
  • Óleo: 0,05 a 0,20 mL, três vez ao dia.
  • Tintura (1:5): 50 gotas, uma a três vezes por dia.
  • Tintura mãe: 40 gotas, três vezes ao dia.
  • Cápsula: com 25-50 mg de óleo essencial, uma a duas vezes por dia.
Uso externo
  • Inalações secas ou úmidas: 5-10 gotas de óleo essencial em 0,5 litro de água quente.
  • Sauna facial para nevralgias faciais provocadas pelo frio: 25 g de folhas em 0,5 litro de água fervente. Expor o rosto aos vapores, cobrindo a cabeça com uma toalha.

Efeitos colaterais da hortelã

Contrações no útero, diminuição da sensibilidade, insônias, dispneia e em casos muito raros pode causar asfixia em crianças e lactantes.

Contraindicações da hortelã

Gravidez; amamentação; crianças menores de seis anos; doentes com dispepsias hipersecretoras; doenças intestinais graves e doenças neurológicas. Outras informações importantes:
  • Indivíduos que possuam cálculos biliares só devem utilizar a planta com aconselhamento médico.
  • O uso do óleo essencial deve ser feito sob cuidados, recomenda-se o teste de tolerância.
  • O óleo essencial deve ser administrado internamente em cápsulas com revestimento entérico, para não causar azia.
  • Em pessoas sensíveis pode causar insônias, nervosismo e dermatites de contato e caso inalado pode causar asfixia principalmente em crianças, além de irritar os olhos.
Mais sobre este assunto