Hortelã

Para que serve a hortelã

Perturbações do fígado e vesícula biliar, flatulência, náuseas, vômitos, cólon irritável, infecções respiratórias (prevenção), dores de dente (bochechos) e nevralgias provocadas pelo frio. O uso do óleo essencial é indicado em inflamações orofaríngeas, gripe, tosse, bronquite, faringite, rino-sinusite e seu uso externo em mialgias.

Propriedades da hortelã

Possui ação anti-séptica; anestésica; tranquilizante suave; analgésica (principalmente a nível local e das mucosas do aparelho digestivo); antitússica; mucolítica; expectorante e descongestionante das vias respiratórias pelo óleo essencial.

Modo de uso da hortelã

As partes utilizadas da hortelã são as folhas inteiras ou cortadas e o óleo essencial.
Uso interno
  • Chá: Colocar a água para ferver e, quando borbulhar, desligar o fogo e adicionar 1 colher de sobremesa por xícara a ser preparada. Consumir, no máximo, de duas a três xícaras por dia, após ou entre as refeições. Entretanto as pessoas com irritabilidade e tendência a insônia, devem tomar o chá mais diluído.
  • Erva seca: 2-4 g, três vezes ao dia.
  • Essência: dose média 0,05 a 0,30 g/dia (45 gotas)
  • Óleo: 0,05 a 0,20 mL, três vez ao dia.
  • Tintura (1:5): 50 gotas, uma a três vezes por dia.
  • Tintura mãe: 40 gotas, três vezes ao dia.
  • Cápsula: com 25-50 mg de óleo essencial, uma a duas vezes por dia.
Uso externo
  • Inalações secas ou úmidas: 5-10 gotas de óleo essencial em 0,5 litro de água quente.
  • Sauna facial para nevralgias faciais provocadas pelo frio: 25 g de folhas em 0,5 litro de água fervente. Expor o rosto aos vapores, cobrindo a cabeça com uma toalha.

Efeitos colaterais da hortelã

Contrações no útero, diminuição da sensibilidade, insônias, dispneia e em casos muito raros pode causar asfixia em crianças e lactantes.

Contraindicações da hortelã

Gravidez; amamentação; crianças menores de seis anos; doentes com dispepsias hipersecretoras; doenças intestinais graves e doenças neurológicas. Outras informações importantes:
  • Indivíduos que possuam cálculos biliares só devem utilizar a planta com aconselhamento médico.
  • O uso do óleo essencial deve ser feito sob cuidados, recomenda-se o teste de tolerância.
  • O óleo essencial deve ser administrado internamente em cápsulas com revestimento entérico, para não causar azia.
  • Em pessoas sensíveis pode causar insônias, nervosismo e dermatites de contato e caso inalado pode causar asfixia principalmente em crianças, além de irritar os olhos.
Mais sobre este assunto
Compartilhar no Google Plus

About Pr joão Monteiro

Postar um comentário

Obrigado Pela Sua Visita

Membra-se na rede

quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Hortelã

Para que serve a hortelã

Perturbações do fígado e vesícula biliar, flatulência, náuseas, vômitos, cólon irritável, infecções respiratórias (prevenção), dores de dente (bochechos) e nevralgias provocadas pelo frio. O uso do óleo essencial é indicado em inflamações orofaríngeas, gripe, tosse, bronquite, faringite, rino-sinusite e seu uso externo em mialgias.

Propriedades da hortelã

Possui ação anti-séptica; anestésica; tranquilizante suave; analgésica (principalmente a nível local e das mucosas do aparelho digestivo); antitússica; mucolítica; expectorante e descongestionante das vias respiratórias pelo óleo essencial.

Modo de uso da hortelã

As partes utilizadas da hortelã são as folhas inteiras ou cortadas e o óleo essencial.
Uso interno
  • Chá: Colocar a água para ferver e, quando borbulhar, desligar o fogo e adicionar 1 colher de sobremesa por xícara a ser preparada. Consumir, no máximo, de duas a três xícaras por dia, após ou entre as refeições. Entretanto as pessoas com irritabilidade e tendência a insônia, devem tomar o chá mais diluído.
  • Erva seca: 2-4 g, três vezes ao dia.
  • Essência: dose média 0,05 a 0,30 g/dia (45 gotas)
  • Óleo: 0,05 a 0,20 mL, três vez ao dia.
  • Tintura (1:5): 50 gotas, uma a três vezes por dia.
  • Tintura mãe: 40 gotas, três vezes ao dia.
  • Cápsula: com 25-50 mg de óleo essencial, uma a duas vezes por dia.
Uso externo
  • Inalações secas ou úmidas: 5-10 gotas de óleo essencial em 0,5 litro de água quente.
  • Sauna facial para nevralgias faciais provocadas pelo frio: 25 g de folhas em 0,5 litro de água fervente. Expor o rosto aos vapores, cobrindo a cabeça com uma toalha.

Efeitos colaterais da hortelã

Contrações no útero, diminuição da sensibilidade, insônias, dispneia e em casos muito raros pode causar asfixia em crianças e lactantes.

Contraindicações da hortelã

Gravidez; amamentação; crianças menores de seis anos; doentes com dispepsias hipersecretoras; doenças intestinais graves e doenças neurológicas. Outras informações importantes:
  • Indivíduos que possuam cálculos biliares só devem utilizar a planta com aconselhamento médico.
  • O uso do óleo essencial deve ser feito sob cuidados, recomenda-se o teste de tolerância.
  • O óleo essencial deve ser administrado internamente em cápsulas com revestimento entérico, para não causar azia.
  • Em pessoas sensíveis pode causar insônias, nervosismo e dermatites de contato e caso inalado pode causar asfixia principalmente em crianças, além de irritar os olhos.
Mais sobre este assunto
Postar um comentário