Mostrando postagens com marcador EBENEZER. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador EBENEZER. Mostrar todas as postagens

Obrigado Pela Sua Visita

Membra-se na rede

Mostrando postagens com marcador EBENEZER. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador EBENEZER. Mostrar todas as postagens

sábado, 27 de maio de 2017

Sexta-feira do Milagre da libertação da Cura.

Sexta-feira do Milagre da libertação da Cura. você não pode perder, você é meu convidado especial para sexta-feira forte na Igreja Batista Ebenezer Rua Virgílio de Paula Gonçalves 150
Deus nos salvou, e chamou com uma santa vocação; não segundo as nossas obras, mas segundo o seu próprio propósito e graça que nos foi dada em Cristo Jesus antes dos tempos dos séculos." 2 Timóteo 1:9
 Antes do tempo começar! Como entendemos quando isso foi? Deus pensou em nós pela primeira vez numa época que nem dá para entender! Sua razão para pensar em nós foi o Seu próprio propósito que era manifestar Sua graça sobre nós. Jesus sempre foi o plano de Deus e nós sempre fomos Seu alvo. Vamos ter certeza que vivemos nossa vida em santidade!
É necessário que ela cresça e eu diminua João 3:30






segunda-feira, 15 de maio de 2017

A MULHER CANANÉIA uma Grega de origem siro-fenícia

Mateus 15,21-28:Jesus saiu daí, e foi para a região de Tiro e Sidônia. Nisso, uma mulher cananéia, que morava nessa região, gritou para Jesus: «Senhor, filho de Davi, tem piedade de mim. Minha filha está sendo cruelmente atormentada por um demônio.» Mas Jesus nem lhe deu resposta. Então os discípulos se aproximaram e pediram: «Manda embora essa mulher, porque ela vem gritando atrás de nós.» Jesus respondeu: «Eu fui mandado somente para as ovelhas perdidas do povo de Israel.»Mas a mulher, aproximando-se, ajoelhou-se diante de Jesus, e começou a implorar: «Senhor, ajuda-me.» Jesus lhe disse: «Não está certo tirar o pão dos filhos, e jogá-lo aos cachorrinhos.» A mulher disse: «Sim, Senhor, é verdade; mas também os cachorrinhos comem as migalhas que caem da mesa de seus donos.» Diante disso, Jesus lhe disse: «Mulher, é grande a sua fé! Seja feito como você quer.» E desde esse momento a filha dela ficou curada.

A mulher Siro-Fenícia
Tiro e Sidom estavam localizadas na Fenícia (atualmente o Líbano), ao norte da Galiléia. Desde os dias de Pompeu (64 A.C.), a Fenícia estava anexada à Síria. Sidom distava aproximadamente 32 km de Beirute, capital do Líbano. Tiro era muito famosa na antiguidade, pois os fenícios dominavam o mundo da navegação.

Os reis de Tiro no passado, haviam feito uma aliança com Davi e Salomão, em que enviariam madeira e mão de obra especializada para construção do templo. Em contrapartida, Salomão enviaria para o rei Hirão e seus sucessores, mantimentos e cereais que a população de Tiro precisava.

As consequências deste acordo foram catastróficas para Israel, pois Etbaal, sucessor de Hirão, fez essa aliança com Israel através do casamento de sua filha Jezabal com o rei Acabe.Jezabel introduziu o culto a baal entre os Israelitas, o que levou à ira divina e desembocou nos cativeiros Assírios e Babilônicos.
E aquela mulher cananéia, vinha da descendência histórica daqueles povos que trouxeram tanto sofrimento ao povo de Israel.
Que lições podemos aprender com este texto Bíblico?
Vemos que Jesus não responde a mulher cananéia com imediata ajuda, mas com silêncio. Nenhum motivo é apresentado, porém, aqueles fatores históricos, étnicos, culturais, religiosos, econômicos e políticos, passavam muitas razões para Jesus ignorá-la.Aquele silêncio foi como uma resposta mostrando toda aquela barreira psicológica que os separava.
Era também como que Jesus estivesse dizendo que ainda não havia chegado a hora de atender aos gentios. Não estava nos planos de Deus naquele momento.
"Jesus disse-lhe: Deixa primeiro saciar os filhos; porque não convém tomar o pão dos filhos e lançá-lo aos cachorrinhos." Marcos 7.27
O que faríamos se algum de nós tivesse recebido essa resposta de Deus. Será que deixaríamos o nosso orgulho falar mais alto? Será que ficaríamos aborrecidos com Deus por sermos comparados com cachorros e voltaríamos pra casa com orgulho ferido?

1ª LIÇÃO: Esta mulher estava aflita e desesperada devido à enfermidade de sua filha. Ela desejava ardentemente que sua filha fosse liberta deste mal. Quando o problema bate à nossa porta, seja qual for a origem, ficamos ansiosos para que o mesmo seja resolvido. E esta mulher queria ver a sua filha brincando, saudável, alegre, e isto já não mais acontecia. Quando vemos um filho passando uma necessidade, nós pais, fazemos tudo o que esta em nosso alcance para que o nosso filho possa desfrutar, do bem estar, da felicidade, da conquista,mas ao nosso tempo,não ao tempo de Deus.
2ª LIÇÃO: “Mas Jesus não lhe respondeu palavra”.Às vezes por estarmos com um problema, não conseguimos escutar a voz de Deus, e nos parece que Deus nos abandonou, e esta muito distante de nós, de nossos problemas, das nossas dificuldades. Mas na verdade Deus permite os problemas para que venhamos a crescer, a nos aprimorar como pessoas, pois aprendemos muitas lições diante dos desafios que passamos na vida. Através destas situações adversas, aprendemos a confiar em Deus, a buscar a Deus, a nos entregar por completo. Esta mulher não se intimidou diante da aparente indiferença de Jesus, pois ela sabia que através Dele ela obteria a resposta e solução de que ela tanto precisava.
3ª LIÇÃO: Não devemos ter vergonha de expor os nossos problemas, e principalmente, de pedir ajuda, socorro quando as coisas fogem ao nosso controle. Esta mulher gritou, buscou, falou, foi atrás da solução, se expos ao extremo, tudo em prol da sua filha, para que a solução viesse, para que ela fosse curada, liberta. Ela gritava atrás de Jesus e seus discípulos, buscando aquilo que só o mestre poderia fazer para a sua filha. Muitas vezes temos vergonha de expor aquilo que nos está afligindo, e guardamos dentro do coração por meses e anos uma luta que deveríamos entregar para Deus, nos expondo diante Dele, clamando por socorro. Ficamos preocupados com o que os outros vão falar ou pensar, mas esta mulher não estava nem aí para o que os discípulos ou as pessoas à volta estavam falando ou pensando. Ela queira a solução para o problema da sua filha, apenas isto.
4ª LIÇÃO: Jesus diz para ela que Ele havia sido enviado para os Judeus e não para ela (e sua filha) que eram Finícias. Seremos provados. Tem dias que as coisas ficam ruins mesmo, nos desentendemos em casa, vamos para o trabalho e um colega fala algo que nos ofende, então vamos na igreja.comunidade, ou pastoral e ficamos sabendo que um irmão falou mal de nós, e então pensamos que tudo e todos estão contra nós, mas na verdade esta é a hora de nos voltarmos para Deus, pois estes momentos são passageiros, e tendemos a maximizar os problemas, que aos nossos olhas se parecem muito maiores do realmente são, e muitos destes desentendimentos de relacionamentos, não passam de mal entendidos. Esta mulher reagiu à aparente rejeição de Jesus com a rendição e humilhação, e não com a murmuração vazia e inútil.
5ª LIÇÃO: “A mulher veio, adorou-o de joelhos e disse: “Senhor, ajuda-me”!”.Diante da provação esta mulher adorou de joelhos a Jesus, se humilhando diante do Mestre.
Salmo 51,17 “Os sacrifícios para Deus são o espírito quebrantado; um coração quebrantado e contrito não desprezarás, ó Deus”.
Salmo 34,18 “Perto está o SENHOR dos que têm o coração quebrantado, e salva os contritos de espírito”.

A nossa atitude deve ser de dependência total a Deus e ao Seu poder. Seremos provados, as lutas em consequência aos problemas irão se intensificar, mas devemos esperar em Deus, independentemente de como está a nossa vida, quanto atribulada se encontra. Esta mulher encarou a provação da maneira correta: adorando, dando graças ao Pai, louvando ao Senhor, numa atitude de ação de graças. Devemos reconhecer que sem Deus não somos nada, e que sem a sua graça e permissão nada podemos fazer ou dar frutos.

6ª LIÇÃO: Jesus fala que não é certo tirar o pão dos filhos e lançá-lo aos cachorrinhos. Jesus estava dizendo com esta frase que os Judeus deveriam se alimentar primeiro para depois poderem dar de comer aos estrangeiros. Ela por ser fenícia, de outra nacionalidade que não judia, deveria esperar. Ela poderia xingar Jesus, despresar Jesus, e ficar brava e irritada com esta frase que Ele lhe proferiu. Mas não, ela continuou na postura de reverência a Ele, sem se deixar abalar ou abater diante das palavras aparentemente contrárias a ela. E o resultado desta segunda provação produziu fé.

Tiago 1,3 “pois vocês sabem que a prova da sua fé produz perseverança”.
Tiago 1,12 “Feliz é o homem que persevera na provação, porque depois de aprovado receberá a coroa da vida que Deus prometeu aos que o amam”.
7ª LIÇÃO: SUA INSISTÊNCIA E PERSEVERANÇA PRODUZIU FÉ- Mateus 15,28: “Então respondeu Jesus, e disse-lhe: O mulher, grande é a tua fé! Seja isso feito para contigo como tu desejas. E desde aquela hora a sua filha ficou sã”.
O problema, a luta e a tribulação, ou aflição, quando encarados como provação, como uma prova a ser transpassada, vencida em Cristo, resulta em conquista. Através da fé que esta prova originou, ela alcançou a graça, o favor de Deus, tendo naquele instante além da admiração de Jesus, também o que ela mais desejava, a cura e libertação da sua filha.

CONCLUSÃO:
Quando nos encontramos com um problema, podemos simplesmente nos desesperar e achar que não há saída, não há solução, ou nos voltarmos intensamente à Deus, e olharmos para o problema como uma provação a ser passada para gerar uma lição, uma conquista, e um grande aprendizado. Com isso, poderemos nos tornar um canal de graças para as outras pessoas, onde podemos, através das nossas experiências, transmitir consolo e auxilio aos que se encontram nas mesmas condições ou em condições até muito mais adversas a que um dia nos encontramos. Precisamos suportar as aflições sabendo que as mesmas produzirão fé, e assim agradaremos a Deus e receberemos D’ele no tempo oportuno o seu auxílio.
Se estava sendo humilhada por Deus, a mulher cananéia se humilhou a si mesmo ainda mais quando respondeu:
Sim, Senhor; mas também os cachorrinhos comem, debaixo da mesa, as migalhas dos filhos. Marcos 7,28
Uma resposta que vai além das barreiras morais, históricas, étnicas e etc. A sua autohumilhação e quebrantamento foi tamanho que o próprio Jesus, sendo senhor da fé, sendo a fé encarnada, admirou-se dela.
"Oh mulher, grande é a tua fé! Seja isso feito para contigo como tu desejas. E desde aquela hora a sua filha ficou sã". Mateus 15,28
Jesus não teve mais o que dizer. A fé da mulher cananéia atingiu o coração misericordioso em cheio:
"a um coração quebrantado e contrito não desprezarás, ó Deus." Salmos 51,17
Se há algo que Deus não resiste é a perseverança:
"Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e encontrareis; batei, e abrir-se-vos-á. Porque, aquele que pede, recebe; e, o que busca, encontra; e, ao que bate, abrir-se-lhe-á."

Deus é invencível mas, gosta de se deixar vencer pelos seus servos. Deus é imutável mas, gosta de alterar seus planos em favor do seu povo,Ele fez isto no passado e faz hoje no presente como fez em Fátima em Portugal, pois assim está escrito:

"E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra." 2 Crônicas 7,14
Deus é cheio de sabedoria mas, gosta de ser surpreendido pela sabedoria de um coração de quem ama, e que não pedia por si, mas por outra pessoa, a sua filha atormentada, a qual ela não desistiu dela.
AO LER ESTA HISTÓRIA DEVERÍAMOS SER ESTIMULADOS A INTERCEDER PELOS OUTROS E NÃO DESISTIR FACILMENTE DOS OUTROS:
Esta mulher cananéia estava cansada de ver sua filha ser atormentada por um espírito imundo. Sua filha não tinha a mínima condição de entender alguma mensagem espiritual, ou de ser curada por algum médico. Sua condição era apenas um pouquinho menos pior do que a morte. Esta mulher pediu a Jesus que expulsasse o demônio de dentro de sua filha. Ela pediu por uma pessoa que não podia pedir por si mesma, e não se cansou de pedir enquanto seu pedido não foi atendido.
Por meio da oração ela conseguiu algo que não era possível obter por simples meios humanos. Por meio da súplica da mãe, a filha foi curada. Essa filha não pronunciou uma só palavra em benefício de si mesma; sua mãe falou por ela ao Senhor, e não falou em vão. Embora o caso desta moça tivesse parecido angustiante aos olhos de todo mundo, ela tinha uma mãe que sabia pedir:
“Pedis, e não recebeis, porque pedis mal, para o gastardes em vossos deleites” (Tiago 4:3).
Poucos deveres são recomendados com mais força pelos exemplos da Escritura, do que o dever de interceder em oração pelos outros. Temos na Bíblia vários exemplos que mostram os benefícios que podemos alcançar para os outros pela nossa intercessão. A cura do servo do centurião, a ressurreição da filha de Jairo, a ressurreição de Lázaro,a libertação de Pedro da prisão, os amigos que introduzem o enfermo pelo telhado,são apenas alguns exemplos notáveis do poder da intercessão em favor dos outros.

Deus se compraz em atender a oração das pessoas que oram por amigos e parentes:

Tiago 5,16 diz: “A oração eficaz do justo tem muito poder”.
Pais e mães:
Vocês tem a obrigação especial de lembrar-se do caso desta mulher. Vocês não podem dar aos seus filhos corações novos, ou um caráter irrepreensível. Vocês podem dar aos seus filhos educação cristã e mostrar-lhes o caminho da vida; mas vocês não podem dar aos seus filhos a vontade e desejo de servir a Cristo, e uma mente capaz de amar a Deus. Uma coisa, porém, vocês podem fazer sempre por eles: INTERCEDER POR ELES EM ORAÇÃO. Podem rezar pela conversão de filhos rebeldes, que apenas pensam em satisfazer suas paixões pecaminosas. Podem interceder por aquelas filhas que põem seus interesses e afeições nas coisas deste mundo, e que amam mais os prazeres do que a Deus.

Estas orações são ouvidas no céu e fazem descer de lá muitas e muitas graças. Nunca, nunca esqueçamos que raras vezes se perdem os filhos que tem sido objeto de muitas orações por parte de pais preocupados, porém confiantes em Deus, assim como foi a intercessão de Santa Mônica por seu filho Santo Agostinho,que podia fazer esta mãe aflita se não rezar pela sua conversão ?
Intercedamos mais e mais por nossos filhos, por nossos jovens. Mesmo que eles não queiram que lhes falemos de religião, eles não podem impedir-nos que falemos deles a Deus.
“Senhor ,disse a mulher:Eu não sou digna de Suas bênçãos, mas os cachorrinhos podem comer os restos que caem debaixo da mesa...”

Dessa maneira, queria dizer a mulher, sendo que Deus derramava tantas graças sobre Israel, será que não havia pelo menos uma migalha da graça para ela? Se era considerada como um cão, não teria então o direito de um cão, isto é, de uma migalha das fartas graças do Céu?
QUE FÉ ESPANTOSA E FENOMENAL !!!Entre os de sua própria família Cristo encontrara incredulidade. No meio dos líderes religiosos de seu povo, Cristo encontrara rejeição. Escribas e fariseus o procuravam para matá-lo. Mas o Mestre encontrara uma pobre criatura que, desprezada e rejeitada, estava desejosa de receber pelo menos migalhas das bênçãos do Céu! Não, ela não se importava em ser tratada como um cão, contanto que pudesse receber um pouquinho de atenção, amor e cuidado. Seu coração não estava infectado por orgulho nacional ou religioso, ou por algum preconceito social. Ela reconhece Jesus como redentor e está disposta a fazer tudo o que Ele pedir.
O orgulho e o preconceito têm construído fortes muros de separação entre as pessoas. Quantas e quantas pessoas, iludidas pelos “deuses deste mundo”, não tem esperança nenhuma de um futuro melhor. Seus mais caros sonhos e seus mais belos castelos foram varridos pela poeira deste mundo cruel. Às vezes nós mesmos temos agido como os discípulos, marginalizando as pessoas por simples preferências pessoais.
Os discípulos, com a mentalidade ofuscada pelo preconceito doentio, acharam que aquela “estrangeira” não merecia nenhuma graça ou favor de Deus. Quão enganados eles estavam em seus costumes.
Hoje semelhantemente aos dicípulos,não é diferente, pois queremos nos tornar ADMINISTRADORES DA GRAÇA DE DEUS.Muitos que não são dos nossos achegam-se a nós a fim de conhecerem ao Deus misericordioso que conhecemos e experimentamos e como temos tratado essas pessoas?
Não permitamos que a correria da vida, ou mesmo nossos “projetos religiosos” nos tirem o tempo que devemos dedicar àqueles que tão somente querem migalhas das bênçãos do Céu.
Como filhos e filhas de Deus, somos portadores de um grande tesouro que trasemos em vasos de argila para a humanidade. Nosso exemplo em amor, cuidado e atenção é pra quem precisa, e não somente para aqueles que já são nossos irmãos na fé.
Façamos com que as pessoas voltem para casa em paz, com a certeza de que receberão fartas graças do Céu. Infelizmente, pelo nosso exemplo, multidões sentem-se excluídas das bênção da salvação.Não há barreiras que o homem ou Satanás possam levantar que tenham a capacidade de nos separar de Deus e de seu amor:

Romanos 8,35: “Quem nos separará do amor de Cristo? A tribulação, ou a angústia, ou a perseguição, ou a fome, ou a nudez, ou o perigo, ou a espada?...”

A fé é capaz de transpor os mais elevados muros deste mundo. Foi com fé que a mulher fenícia se atirou contra os muros judeus. E mesmo sabendo que não tinha nenhuma chance, foi capaz de acreditar no coração amoroso de Deus. É assim que Cristo deseja que nEle confiemos, com uma fé firme, inabalável, que não desista mesmo diante das maiores provações. Coisa alguma, a não ser nossa própria escolha, pode impedir-nos de nos tornarmos participantes do Reino de Deus.

E por fim,não podemos esquecer que às vezes o próprio Cristo coloca-se no lugar desta mulher Cananéia a nos pedir as nossas migalhas no trabalho em sua vinha, pois muitas vezes apresentamos nossas justas desculpas:
“Tenho coisas mais importantes e urgentes a fazer!!!”.
E como é próprio do amor abaixar-se, Ele humildemente nos pede:
“Daí-me de vossas migalhas, daí-me teus 5 pães e teus dois peixinhos e eu alimentarei uma multidão...”







































É necessário que ela cresça e eu diminua João 3:30

sábado, 13 de maio de 2017

DEUS É BOM O TEMPO TODO, O TEMPO TODO DEUS É BOM

Quando as coisas acontecem na hora em que eu peço Ele é bom, mas se elas demoram Ele é mais ainda, porque o tempo de Deus pode ser diferente do nosso, mas é sempre melhor. Com o passar do tempo eu aprendi que não importa a situação, sendo agradável ou não, Deus é bom. Se o dia é lindo e de sol, Ele é bom, mas se está chovendo, e o dia está cinza, Ele é bom também.
A chuva vem pra fazer com que a terra floresça, e sem a tempestade não existem flores. Se o amor chegar pra mim, Ele é bom, mas se eu estiver sozinho, Ele é bom também, porque o amor sempre chega no tempo certo, o tempo de Deus.
É necessário que ela cresça e eu diminua João 3:30