Mostrando postagens com marcador CULTURA. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador CULTURA. Mostrar todas as postagens

Obrigado Pela Sua Visita

Membra-se na rede

Mostrando postagens com marcador CULTURA. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador CULTURA. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 1 de novembro de 2017

500 anos da Reforma Protestante

Martinho Lutero sugeriu mudanças, e essas mudanças vêm transformando a sociedade ocidental há cinco séculos
Neste ano, comemoramos os 500 anos da Reforma Protestante. Essa data retoma o evento que aconteceu em 31 de outubro de 1517, quando Martinho Lutero pregou suas noventa e cinco teses na porta da Igreja do Castelo em Wittenberg, na Alemanha. No centro desse movimento, Lutero redescobre a mensagem do evangelho: os homens não ganham a salvação fazendo boas obras, mas Deus oferece livremente a salvação a todos os que creem em seu filho, Jesus Cristo.

A Reforma Protestante baseia-se em cinco pilares, chamados Solas, definidos como: Sola Scriptura - somente a Escritura; Sola Fide - somente a fé; Sola Gratia - somente a graça; Solus Christus - somente Cristo; Soli Deo Gloria - glória somente a Deus.

Tal mensagem libertou a humanidade para engajar-se em muitos tipos de atividades e a principal delas é o serviço ao próximo. Em toda a Europa, o impulso iniciado em Wittenberg inspirou outros a interpretar a Bíblia de novas formas, surgindo assim as muitas denominações que conhecemos hoje.

A Reforma Protestante foi um evento marcante na história ocidental, pois trouxe ao mundo uma variedade de conceitos que ainda são profundamente relevantes hoje: pluralidade social, liberdade de consciência, tolerância, liberdade de religião, liberdade de pensamento, a ideia da igualdade de todos os seres humanos, ajuda ao próximo, alfabetização e educação universal. Esses são alguns dos frutos do movimento na sociedade ocidental.
É necessário que ela cresça e eu diminua João 3:30

domingo, 4 de junho de 2017

CRISTAIS 69 anos de emancipação política

festividades,em homenagem aos 69 anos de emancipação política de CRISTAIS.
Dias 01 e 02 de junho festa do biscoito.
Local: Praça da Matriz:19:00 horas.
Shows: Dia 01.Artistas Locais.
Dia 02.Roda de Viola e Auriana Bráz.
Dia 03.Show de Bandas , Rock , MPB e Gospel .
Dia 4. Aniversário da nossa querida Cristais as 8:00 horas . Hasteamento das bandeiras .
Precensa 8° Batalhão de Lavras .
-Banda _Claudio-MG
E desfiles das escolas Municipais.
20:00 Seresta : Sociedade Seresteiros de Arcos .
Local em frente a igreja matriz
A Bandeira Municipal e o Brasão de Cristais foram oficializados na Administração do prefeito Aristeu Maia 1973/1977, pela Lei n0. 113 de 19 de maio de 1974
A Bandeira Municipal de Cristais é de autoria do heraldista Professor Arcinóe Antônio Peixoto de Faria. A ciência que estuda as bandeiras e os brasões chama-se Heráldica. A interpretação heráldica da Bandeira é
A cruz lembra o espírito cristão de seu povo. O Brasão aplicado na Bandeira representa o governo municipal e o círculo branco representa a sede do município. O círculo é o símbolo heráldico da “eternidade”, não tem princípio e nem fim. A cor branca simboliza paz, amizade, trabalho, prosperidade, pureza e religiosidade. As faixas brancas, carregadas de sobre-faixas vermelhas que formam os braços da cruz, representam a irradiação do Poder Municipal que se expande a todos os quadrantes de seu território. A cor vermelha é símbolo de dedicação, amor pátrio, audácia, intrepidez, coragem e valentia. Os quartéis de azul representam as Propriedades Rurais existentes no território municipal. A cor azul é símbolo de justiça, nobreza, perseverança, zelo e lealdade.





































É necessário que ela cresça e eu diminua João 3:30

Ministerio Primeiro Degrau na Festa do Biscoito em Cristais / Aniversário de Cristais 69 anos

HOJE Ministerio Primeiro Degrau AS: 20 HORAS Festa do Biscoito em Cristais / Aniversário
de Cristais 69 anos

Em 1746 fez-se a primeira referência histórica ao atual município, através de um documento expedido pelo governador Gomes Freire de Andrada para atacar e destruir o Quilombo do Ambrósio I, onde se localizava a Primeira Povoação do Ambrósio, hoje região do atual município de Cristais.
Cristais era um povoado carente de instrução. Não havia escolas, nem professores. O sr. Aureliano Reis, tendo constituído família, e, sentindo a necessidade de oferecer estudos para seus filhos e amigos, resolveu então, doar um terreno, conforme escritura registrada no Cartório Maia Rios, de Campo Belo, em 17/08/1915, Livro , fls. 134. Nesse local, ele construiu um prédio para a 1ª. Escola de Cristais que, a principio, recebeu o nome de “Escola Mista”. Mais tarde, sob o Decreto de Criação no. 9180 de 19/10/1929, passou a integrar o sistema de “Escolas Reunidas” ( inclusive as escolas da zona rural).

Os primeiros professores foram: João Moreira Maia, Amélio Pimenta de Abreu, Rita Maria de Oliveira, Antônio de Castro, João Pânfilo Guimarães, Amélia Moyle Maciel e outros.

No movimento pró emancipação político-administrativo do município, muitos cidadãos cristalenses trabalharam, destacando, entre vários, o sr. Pe. Celso José Pinheiro. Após a emancipação municipal a “Escolas Reunidas”, recebeu a denominação de Grupo Escolar Pe. Celso Pinheiro, passando para a autarquia estadual.

Aos 22/05/1970, a Prefeitura Municipal de Cristais, representada pelo sr. Hélio Ferreira, adquiriu um terreno para ampliação do espaço físico da escola. Na gestão do prefeito Aristeu Maia, o antigo prédio foi demolido. Iniciou-se a construção de outro, com arquitetura moderna, ampla e espaçosa, e área disponível de .

Mediante a LDB 9652/71, a escola recebeu a denominação de Escola Estadual Pe. Celso Pinheiro de 1º. Grau e, de acordo com a Resolução 8751/98, a autarquia administrativa da escola passou para a esfera municipal com a denominação Escola Municipal Pe. Celso Pinheiro
É necessário que ela cresça e eu diminua João 3:30