Tensão no Oriente Médio aumenta e Israel convoca 40 mil reservistas

Imagem: Reprodução/U.S. Marine Corps

O governo de Israel autorizou nesta terça-feira (8) que o exército convoque 40 mil reservistas para o caso de uma operação terrestre na Faixa de Gaza, informou a imprensa israelense.
A decisão acontece em meio à escala de violência mais grave desde novembro de 2012. Na segunda-feira (7), o exército israelense lançou uma ofensiva aérea contra o movimento islamita Hamas, que reivindicou o lançamento de dezenas de foguetes contra o sul do Israel nos últimos dias.
Israel bombardeou dezenas de alvos na Faixa de Gaza nesta terça, após uma onda de ataques palestinos com foguetes contra cidades do país, intensificando assim uma ofensiva contra o Hamas que pode prosseguir por um longo período, segundo advertiu o governo israelense.
Após a pior onda de violência ao longo da fronteira de Gaza desde uma guerra de oito dias em 2012, o Exército de Israel disse ser possível uma invasão terrestre do enclave, embora não iminente, e exortou os cidadãos israelenses que vivem dentro de um raio de 40 quilômetros do território costeiro a ficarem perto de abrigos antiaéreos.
Deixe seu comentário no Verdade Gospel.
Fonte: G1  VERDADE GOSPEL
Compartilhar no Google Plus

About Pr joão Monteiro

Postar um comentário

Obrigado Pela Sua Visita

Membra-se na rede

quinta-feira, 10 de julho de 2014

Tensão no Oriente Médio aumenta e Israel convoca 40 mil reservistas

Imagem: Reprodução/U.S. Marine Corps

O governo de Israel autorizou nesta terça-feira (8) que o exército convoque 40 mil reservistas para o caso de uma operação terrestre na Faixa de Gaza, informou a imprensa israelense.
A decisão acontece em meio à escala de violência mais grave desde novembro de 2012. Na segunda-feira (7), o exército israelense lançou uma ofensiva aérea contra o movimento islamita Hamas, que reivindicou o lançamento de dezenas de foguetes contra o sul do Israel nos últimos dias.
Israel bombardeou dezenas de alvos na Faixa de Gaza nesta terça, após uma onda de ataques palestinos com foguetes contra cidades do país, intensificando assim uma ofensiva contra o Hamas que pode prosseguir por um longo período, segundo advertiu o governo israelense.
Após a pior onda de violência ao longo da fronteira de Gaza desde uma guerra de oito dias em 2012, o Exército de Israel disse ser possível uma invasão terrestre do enclave, embora não iminente, e exortou os cidadãos israelenses que vivem dentro de um raio de 40 quilômetros do território costeiro a ficarem perto de abrigos antiaéreos.
Deixe seu comentário no Verdade Gospel.
Fonte: G1  VERDADE GOSPEL
Postar um comentário