Vem ai !!! O Jejum de Daniel Prepare-se Daniel 10.2,3 e 12,13

Campanha
Jejum de Daniel - 21 Dias

“Naqueles dias eu, Daniel, estava pranteando por três semanas inteiras. Nenhuma coisa desejável comi, nem carne nem vinho entraram na minha boca, nem me ungi com ungüento, até que se cumpriram as três semanas completas.” (Dn 10,2-3)

A passagem acima descrita, tirada do livro de Daniel, é o exemplo clássico de um “jejum parcial” realizado em meio às atividades do dia-a-dia, com o propósito de alcançar de Deus a revelação de sua vontade. Chamamos “jejum parcial” porque consiste na aplicação de uma dieta limitada, ao invés da abstinência absoluta de alimentos. Está claro que existe um valor muito grande neste tipo de jejum. Lendo os versículos seguintes deste capítulo de Daniel, verificamos que o culminar deste jejum foi uma tremenda visitação do anjo do Senhor com uma revelação indispensável a respeito das batalhas que se travam nas regiões celestes (vers.13-22). Além disso, o próprio Senhor, em sua visita a Daniel, assegura com palavras encorajadoras a eficácia de seu jejum e penitência: “Não temas, Daniel, porque desde o primeiro dia em que aplicaste teu espírito a compreender, e em que te humilhaste diante de teu Deus, tua oração foi ouvida, e é por isso que eu vim”. (vers.12)

Aleluia! Quando nós somos movidos pelas promessas de Deus e numa atitude que o agrada, começamos a transformar esta promessa em realidade no jejum e na oração; no momento mesmo em que nosso coração se humilha e busca a face do Senhor, nossas palavras são ouvidas no céu.

Daniel dedicou três semanas (21 dias) ao jejum e à oração. O tempo dedicado ao jejum é reservado para buscar o Senhor, mesmo em meio às atividades cotidianas. Em Mt 6, 1-18 vemos como Jesus indica o jejum, a oração e a esmola como sinais característicos da vida de um cristão fiel. Em alguns momentos de decisão, porém, somos convidados a intensificar nossa comunhão com o Senhor. Segundo o desejo de Jesus, devemos fazer isto sem ostentação, mas com discrição e buscando agradar somente ao Pai.

Outro fator importante em um tempo de jejum é o propósito que nos move a fazê-lo. Um jejum sem propósito definido é como vagar num túnel escuro, sem saber de onde vem ou para onde vai. Olhando as Sagradas Escrituras, encontraremos muitas razões que levaram as pessoas ao jejum. Se vamos jejuar, temos que ter objetivos firmes e claros pelos quais lutar: Estar em Deus; receber sua palavra e alguma orientação/propósito concreta; interceder por alguém ou alguma situação; enfrentar Satanás e suas tentações. Pedimos que você ore e peça que o Senhor revele sobre que intenções particulares você deve rezar. Que pessoas estão perto de você e longe de Deus? Que situações precisam ser saradas pelo Senhor em sua vida, etc? Anote num papel essas intenções particulares e deixe-as à mão, para que você recorde durante a oração pessoal.

Como se faz esse jejum?

Por três semanas (21 dias), somos convocados a um jejum parcial. Será um tempo de maior oração e dedicação ao Senhor. Durante este tempo, evitaremos alimentos pelos quais buscamos saciar mais nosso gosto/prazer do que as necessidades reais do nosso organismo (doces, refrigerantes, excesso de frituras ou outros alimentos que constituem hábitos alimentares aos quais estamos apegados). Além disso, evitando extravagâncias, vamos escolher entre duas opções: ou iniciar a alimentação diária só a partir das 12 horas, ou simplesmente cortar uma das refeições do dia. Cuidado somente para não “descontar” na próxima refeição para compensar o que foi omitido. Pessoas que fazem uso de medicação devem estabelecer o jejum em conformidade com o horário dos remédios. Pessoas com problemas de pressão ou diabetes, ou outro tipo de limitação de saúde, devem conhecer as necessidades do seu organismo e adaptar o jejum. Pessoas que não podem fazer nenhum tipo de restrição na alimentação podem fazer jejum de televisão, conversa ou outras coisas. Mas lembre-se: inicialmente o jejum consta de algum sacrifício na alimentação.No 1º dia do jejum faça uma consagração, com um bom momento de Adoração, Louvor e se possível participação de missa. Escreva num papel as intenções pelas quais você vai oferecer o jejum (peça ao Espírito Santo que lhe revele o que será a motivação do seu tempo de penitência e escuta).No 21º dia, ou seja, no final da terceira semana de jejum, faça um momento de ação de graças ao Senhor, por tudo o que Ele nos dará em função desse dias; se possível também participe de uma missa em ação de graças.

Sugestão de roteiro para oração pessoal nos dias de jejum:

1º. dia – Ore com Romanos 4, 18-21 e confie no Deus que é fiel e poderoso.

2º. dia – Ore com Romanos 5, 3-5 e renove sua esperança nas tribulações.

3º. dia – Ore com Romanos 8, 15 e clame com o Espírito Santo ao seu Pai eterno.

4º. dia – Ore com Romanos 8, 28 e declare que todas as coisas concorrerão para seu bem, para a glória de Deus.

5º. dia – Ore com Romanos 8, 31-38 e celebre sua vitória em Cristo sobre todo o mal.

6º. dia – Ore com Romanos 10, 9-13, proclame o senhorio de Jesus e receba salvação.

7º. dia- Ore com Romanos 12, 1-2 e peça ao Senhor a renovação do seu espírito e da sua mente.

8º. dia – Ore com 1Coríntios 1, 7-9 e louve o Deus fiel que o guarda seguro até o fim.

9º. dia – Ore com 1Coríntios 3, 16 e adore o Espírito Santo que mora em você!

10º. dia – Ore com 1Coríntios 6, 19-20 e agradeça ao Senhor por tê-lo comprado pelo sangue de Jesus.

11º. dia – Ore com 1Coríntios 13, 4-7 e peça que o Senhor encha o seu coração de amor.

12º. dia – Ore com 2Coríntios 4, 16-18 e glorifique a Deus porque suas tribulações são passageiras.

13º. dia – Ore com 2Coríntios 6, 1-2 e faça do dia de hoje o tempo de Deus em sua vida.

14º. dia – Ore com 2Coríntios 10, 3-5 e trave um combate espiritual com a armadura de Deus.

15º. dia – Ore com Gálatas 2, 19-20 e experimente a vida de Cristo pulsando em você.

16º. dia – Ore com Gálatas 4, 6-7 e louve a Deus, de quem você é filho e herdeiro.

17º. dia – Ore com Efésios 1, 3-14 e adore o Senhor por suas maravilhas em nosso favor.

18º. dia – Ore com Efésios 2, 8-10 e agradeça pela salvação recebida por uma vida santa.

19º. dia – Ore com Efésios 2, 13-18 e derrube os muros de inimizade em sua vida.

20º. dia – Ore com Efésios 3, 20-21 e louve o Pai que faz muito mais do que pedimos.

21º. dia – Ore com Efésios 4, 31-32 e comece uma vida nova de perdão e de paz.



“DANIEL” de jejum e oração:
“Naqueles dias eu Daniel, estava pranteando por 3 semanas inteiras.Nenhuma coisa
desejável comi, nem carne nem vinho entraram em minha boca, nem me ungi com
ungüento, até que se cumpriram as 3 semanas completas.” (Dn 10,2-3)
A passagem acima descrita, tirada do livro de Daniel, é o exemplo clássico de um
“Jejum parcial”, realizando em meio às atividades do dia-a-dia, com o propósito de alcançar
de Deus a revelação de sua vontade. Chamamos “Jejum parcial” pq consiste na aplicação de
uma dieta limitada, ao invés de abstinência absoluta de alimentos.
Esta claro que existe um valor muito grande neste tipo de jejum. Lendo os capítulos
seguintes deste capitulo de Daniel verificando que o culminar deste jejum foi uma visitação
do anjo do Senhor com uma revelação indispensável a respeito das batalhas que se travam
nas regiões celestes (vers. 13-22). Além disso, o próprio Senhor, em sua visita a Daniel,
assegura com palavras encorajadoras a eficácia de seu jejum e penitencia. ”Não temas,
Daniel pq desde o primeiro dia em que aplicastes teu espírito a compreender, e em que te
humilhastes diante de teu Deus, tua oração foi ouvida, e é por isso que eu vim”.(Vs 12)
Aleluia!Qdo nós somos movidos pela promessa de Deus e numa atitude que o agrada,
começamos a transformar esta promessa em realidade no jejum e na oração; no momento
mesmo em que o nosso coração se humilha e busca a face do Senhor, nas nossas palavras
são ouvidas no céu.
Daniel dedicou três semanas completas (21 dias) ao jejum e a oração. O tempo
dedicado ao jejum é reservado para buscar o Senhor, mesmo em meio às atividades
cotidianas.Em Mt 6,1-18 vemos como Jesus indica o jejum, a oração e a esmola como sinais
característicos da vida de um cristão fiel. Em alguns momentos de decisão, porém somos
convocados a intensificar nossa comunhão com o Senhor. Segundo o desejo de Jesus,
devemos fazer isto sem ostentação, mas com discrição e buscando agradar somente ao Pai.
Outro fator importante em um tempo de jejum é o propósito que nos move a fazê-
lo.Um jejum sem propósito definido é como vagar num túnel escuro, sem se saber de onde
vem ou pra onde vai. Olhando as Sagradas Escrituras, encontraremos muitas razões que
levaram as pessoas ao jejum. Se vamos Jejuar, temos que ter objetivos firmes e claros pelos
quais lutar: estar com Deus; receber a sua palavra e alguma orientação concreta; interceder
por alguém ou alguma situação; enfrentar satanás e suas tentações...
Como faremos o nosso jejum?
Por 3 semanas (21 dias), somos convocados a jejum parcial. Será um tempo de maior
oração e dedicação ao Senhor. Durante este tempo, evitaremos alimentos pelos quais
buscamos mais saciar nosso gosto do que as necessidades reais do nosso organismo (doces,
refrigerantes, excesso de frituras ou outros alimentos que constituem hábitos alimentares
aos quais estamos apegados).
Além disso, evitando extravagâncias, vamos escolher entre duas opções: iniciar a
alimentação diária só a partir das 12h, ou simplesmente cortar umas das refeições do
dia.Cuidado somente para não “descontar” na próxima refeição para compensar o que foi
omitido. Pessoas que fazem uso

O jejum de Daniel, em vez de jejum do alimento por completo é uma abstinência parcial. Nesse período Daniel se absteve o que dava prazer à carne. O mais importante do jejum não é a abstinência e sim a consagração a Deus.
Daniel não se contaminou com as coisas do mundo (Daniel 1.8) e sempre orava três vezes ao dia (Daniel 6.10). Enquanto Daniel separou este tempo de consagração houve uma batalha espiritual, mas sua oração foi ouvida desde o primeiro dia e no vigésimo primeiro dia um anjo lhe apareceu com a resposta de Deus (Daniel 10.12,13).
Quais os benefícios do jejum de Daniel?
Vamos refletir sobre as 21 Bênçãos do Jejum, sendo 7 para o Corpo, 7 para a Alma e 7 para o Espírito:
21 Bênçãos do Jejum de Daniel
CORPO
01 - Benção de 3 anos em 21 dias: Dn 1.5-19
02 – Saúde e Boa aparência: Dn 1.15
03 - Força, Vigor, Inabalável: Dn 1.15
04 - Ser mais resistente e firme: Dn 1.18,19
05 - Deus livra da fornalha de fogo: Dn 3.25
06 - Livramento dos seus inimigos: Dn 4.25
07 - Deus fecha a boca dos leões: Dn 6.22
ALMA
08 - 10 vezes mais sábio: Dn 1.20
09 - 10 vezes mais inteligente: Dn 1.20
10 - Ser considerado melhor: Dn 1.19
11 - Temperamento excelente: Dn 6.3
12 - Resolver coisas difíceis: Dn 2.20 e 5.12
13 – Ser mais capaz e aplicado: Dn 10.12
14 - Andar na luz, fugir das trevas: Dn 5.11
ESPÍRITO
15 – Ser muito amado de Deus: Dn 10.11
16 – Ser um guerreiro de oração: Dn 6.22
17 – Receber poder do Espírito: Dn 5.12
18 - Interpretar sonhos: Dn 2.6
19 - Vida de consagração: Dn 10. 2 a 4
20 - Orações respondidas: Dn 10.12
21 - Anjos veem te defender: Dn 10.21




As bênçãos deste jejum alcançam:
-CORPO: porque nos desintoxicamos de alimentos que são desnecessários à nossa saúde;
-ALMA: é um período de higiene mental e maior concentração em coisas que edificam;
-ESPÍRITO: ao enfraquecer a carne, somos espiritualmente fortalecidos com o jejum.

O jejum mortifica a carne, alivia a alma
e fortalece o espírito!
-CONCLUSÃO:
Por três semanas (21 dias), somos convocados a um jejum parcial para maior oração e dedicação ao Senhor. Durante este tempo, evitamos alimentos pelos quais buscamos saciar mais nosso gosto e prazer do que as necessidades reais do nosso organismo (doces, refrigerantes, café, chocolate, carne e frituras ou outros alimentos que constituem hábitos alimentares aos quais estamos apegados). Portando se você quer realmente fazer o Jejum, precisará além de abster-se de alguns alimentos, também deixar outras coisas como, por exemplo: televisão, internet e outros... e dedicar-se pelo menos três vezes ao dia à oração.
-Fazendo o propósito, escreva:
-O que vai se abster: ___________________________________
-Qual o seu propósito: __________________________________
-3 horários de oração ao dia: ________ ; _________; _________
Daniel prosperou e tornou-se governador do maior império que o mundo já conheceu. Sobreviveu a três impérios e reis (Império Babilônio de Nabucodonosor e Belsazar, Império Medo-Persa com Dario, o Medo e Ciro, o Persa – Daniel 6.28). Seus amigos venceram a fornalha de fogo ilesos. Daniel viu Nabucodonosor pastar como animal e ser restaurado como rei. Venceu a cova dos leões e Deus lhe deu livramento de todos os seus inimigos.
Qual seria o segredo de Daniel?
O segredo é a ORAÇÃO!
Compartilhar no Google Plus

About Pr joão Monteiro

Postar um comentário

Obrigado Pela Sua Visita

Membra-se na rede

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Vem ai !!! O Jejum de Daniel Prepare-se Daniel 10.2,3 e 12,13

Campanha
Jejum de Daniel - 21 Dias

“Naqueles dias eu, Daniel, estava pranteando por três semanas inteiras. Nenhuma coisa desejável comi, nem carne nem vinho entraram na minha boca, nem me ungi com ungüento, até que se cumpriram as três semanas completas.” (Dn 10,2-3)

A passagem acima descrita, tirada do livro de Daniel, é o exemplo clássico de um “jejum parcial” realizado em meio às atividades do dia-a-dia, com o propósito de alcançar de Deus a revelação de sua vontade. Chamamos “jejum parcial” porque consiste na aplicação de uma dieta limitada, ao invés da abstinência absoluta de alimentos. Está claro que existe um valor muito grande neste tipo de jejum. Lendo os versículos seguintes deste capítulo de Daniel, verificamos que o culminar deste jejum foi uma tremenda visitação do anjo do Senhor com uma revelação indispensável a respeito das batalhas que se travam nas regiões celestes (vers.13-22). Além disso, o próprio Senhor, em sua visita a Daniel, assegura com palavras encorajadoras a eficácia de seu jejum e penitência: “Não temas, Daniel, porque desde o primeiro dia em que aplicaste teu espírito a compreender, e em que te humilhaste diante de teu Deus, tua oração foi ouvida, e é por isso que eu vim”. (vers.12)

Aleluia! Quando nós somos movidos pelas promessas de Deus e numa atitude que o agrada, começamos a transformar esta promessa em realidade no jejum e na oração; no momento mesmo em que nosso coração se humilha e busca a face do Senhor, nossas palavras são ouvidas no céu.

Daniel dedicou três semanas (21 dias) ao jejum e à oração. O tempo dedicado ao jejum é reservado para buscar o Senhor, mesmo em meio às atividades cotidianas. Em Mt 6, 1-18 vemos como Jesus indica o jejum, a oração e a esmola como sinais característicos da vida de um cristão fiel. Em alguns momentos de decisão, porém, somos convidados a intensificar nossa comunhão com o Senhor. Segundo o desejo de Jesus, devemos fazer isto sem ostentação, mas com discrição e buscando agradar somente ao Pai.

Outro fator importante em um tempo de jejum é o propósito que nos move a fazê-lo. Um jejum sem propósito definido é como vagar num túnel escuro, sem saber de onde vem ou para onde vai. Olhando as Sagradas Escrituras, encontraremos muitas razões que levaram as pessoas ao jejum. Se vamos jejuar, temos que ter objetivos firmes e claros pelos quais lutar: Estar em Deus; receber sua palavra e alguma orientação/propósito concreta; interceder por alguém ou alguma situação; enfrentar Satanás e suas tentações. Pedimos que você ore e peça que o Senhor revele sobre que intenções particulares você deve rezar. Que pessoas estão perto de você e longe de Deus? Que situações precisam ser saradas pelo Senhor em sua vida, etc? Anote num papel essas intenções particulares e deixe-as à mão, para que você recorde durante a oração pessoal.

Como se faz esse jejum?

Por três semanas (21 dias), somos convocados a um jejum parcial. Será um tempo de maior oração e dedicação ao Senhor. Durante este tempo, evitaremos alimentos pelos quais buscamos saciar mais nosso gosto/prazer do que as necessidades reais do nosso organismo (doces, refrigerantes, excesso de frituras ou outros alimentos que constituem hábitos alimentares aos quais estamos apegados). Além disso, evitando extravagâncias, vamos escolher entre duas opções: ou iniciar a alimentação diária só a partir das 12 horas, ou simplesmente cortar uma das refeições do dia. Cuidado somente para não “descontar” na próxima refeição para compensar o que foi omitido. Pessoas que fazem uso de medicação devem estabelecer o jejum em conformidade com o horário dos remédios. Pessoas com problemas de pressão ou diabetes, ou outro tipo de limitação de saúde, devem conhecer as necessidades do seu organismo e adaptar o jejum. Pessoas que não podem fazer nenhum tipo de restrição na alimentação podem fazer jejum de televisão, conversa ou outras coisas. Mas lembre-se: inicialmente o jejum consta de algum sacrifício na alimentação.No 1º dia do jejum faça uma consagração, com um bom momento de Adoração, Louvor e se possível participação de missa. Escreva num papel as intenções pelas quais você vai oferecer o jejum (peça ao Espírito Santo que lhe revele o que será a motivação do seu tempo de penitência e escuta).No 21º dia, ou seja, no final da terceira semana de jejum, faça um momento de ação de graças ao Senhor, por tudo o que Ele nos dará em função desse dias; se possível também participe de uma missa em ação de graças.

Sugestão de roteiro para oração pessoal nos dias de jejum:

1º. dia – Ore com Romanos 4, 18-21 e confie no Deus que é fiel e poderoso.

2º. dia – Ore com Romanos 5, 3-5 e renove sua esperança nas tribulações.

3º. dia – Ore com Romanos 8, 15 e clame com o Espírito Santo ao seu Pai eterno.

4º. dia – Ore com Romanos 8, 28 e declare que todas as coisas concorrerão para seu bem, para a glória de Deus.

5º. dia – Ore com Romanos 8, 31-38 e celebre sua vitória em Cristo sobre todo o mal.

6º. dia – Ore com Romanos 10, 9-13, proclame o senhorio de Jesus e receba salvação.

7º. dia- Ore com Romanos 12, 1-2 e peça ao Senhor a renovação do seu espírito e da sua mente.

8º. dia – Ore com 1Coríntios 1, 7-9 e louve o Deus fiel que o guarda seguro até o fim.

9º. dia – Ore com 1Coríntios 3, 16 e adore o Espírito Santo que mora em você!

10º. dia – Ore com 1Coríntios 6, 19-20 e agradeça ao Senhor por tê-lo comprado pelo sangue de Jesus.

11º. dia – Ore com 1Coríntios 13, 4-7 e peça que o Senhor encha o seu coração de amor.

12º. dia – Ore com 2Coríntios 4, 16-18 e glorifique a Deus porque suas tribulações são passageiras.

13º. dia – Ore com 2Coríntios 6, 1-2 e faça do dia de hoje o tempo de Deus em sua vida.

14º. dia – Ore com 2Coríntios 10, 3-5 e trave um combate espiritual com a armadura de Deus.

15º. dia – Ore com Gálatas 2, 19-20 e experimente a vida de Cristo pulsando em você.

16º. dia – Ore com Gálatas 4, 6-7 e louve a Deus, de quem você é filho e herdeiro.

17º. dia – Ore com Efésios 1, 3-14 e adore o Senhor por suas maravilhas em nosso favor.

18º. dia – Ore com Efésios 2, 8-10 e agradeça pela salvação recebida por uma vida santa.

19º. dia – Ore com Efésios 2, 13-18 e derrube os muros de inimizade em sua vida.

20º. dia – Ore com Efésios 3, 20-21 e louve o Pai que faz muito mais do que pedimos.

21º. dia – Ore com Efésios 4, 31-32 e comece uma vida nova de perdão e de paz.



“DANIEL” de jejum e oração:
“Naqueles dias eu Daniel, estava pranteando por 3 semanas inteiras.Nenhuma coisa
desejável comi, nem carne nem vinho entraram em minha boca, nem me ungi com
ungüento, até que se cumpriram as 3 semanas completas.” (Dn 10,2-3)
A passagem acima descrita, tirada do livro de Daniel, é o exemplo clássico de um
“Jejum parcial”, realizando em meio às atividades do dia-a-dia, com o propósito de alcançar
de Deus a revelação de sua vontade. Chamamos “Jejum parcial” pq consiste na aplicação de
uma dieta limitada, ao invés de abstinência absoluta de alimentos.
Esta claro que existe um valor muito grande neste tipo de jejum. Lendo os capítulos
seguintes deste capitulo de Daniel verificando que o culminar deste jejum foi uma visitação
do anjo do Senhor com uma revelação indispensável a respeito das batalhas que se travam
nas regiões celestes (vers. 13-22). Além disso, o próprio Senhor, em sua visita a Daniel,
assegura com palavras encorajadoras a eficácia de seu jejum e penitencia. ”Não temas,
Daniel pq desde o primeiro dia em que aplicastes teu espírito a compreender, e em que te
humilhastes diante de teu Deus, tua oração foi ouvida, e é por isso que eu vim”.(Vs 12)
Aleluia!Qdo nós somos movidos pela promessa de Deus e numa atitude que o agrada,
começamos a transformar esta promessa em realidade no jejum e na oração; no momento
mesmo em que o nosso coração se humilha e busca a face do Senhor, nas nossas palavras
são ouvidas no céu.
Daniel dedicou três semanas completas (21 dias) ao jejum e a oração. O tempo
dedicado ao jejum é reservado para buscar o Senhor, mesmo em meio às atividades
cotidianas.Em Mt 6,1-18 vemos como Jesus indica o jejum, a oração e a esmola como sinais
característicos da vida de um cristão fiel. Em alguns momentos de decisão, porém somos
convocados a intensificar nossa comunhão com o Senhor. Segundo o desejo de Jesus,
devemos fazer isto sem ostentação, mas com discrição e buscando agradar somente ao Pai.
Outro fator importante em um tempo de jejum é o propósito que nos move a fazê-
lo.Um jejum sem propósito definido é como vagar num túnel escuro, sem se saber de onde
vem ou pra onde vai. Olhando as Sagradas Escrituras, encontraremos muitas razões que
levaram as pessoas ao jejum. Se vamos Jejuar, temos que ter objetivos firmes e claros pelos
quais lutar: estar com Deus; receber a sua palavra e alguma orientação concreta; interceder
por alguém ou alguma situação; enfrentar satanás e suas tentações...
Como faremos o nosso jejum?
Por 3 semanas (21 dias), somos convocados a jejum parcial. Será um tempo de maior
oração e dedicação ao Senhor. Durante este tempo, evitaremos alimentos pelos quais
buscamos mais saciar nosso gosto do que as necessidades reais do nosso organismo (doces,
refrigerantes, excesso de frituras ou outros alimentos que constituem hábitos alimentares
aos quais estamos apegados).
Além disso, evitando extravagâncias, vamos escolher entre duas opções: iniciar a
alimentação diária só a partir das 12h, ou simplesmente cortar umas das refeições do
dia.Cuidado somente para não “descontar” na próxima refeição para compensar o que foi
omitido. Pessoas que fazem uso

O jejum de Daniel, em vez de jejum do alimento por completo é uma abstinência parcial. Nesse período Daniel se absteve o que dava prazer à carne. O mais importante do jejum não é a abstinência e sim a consagração a Deus.
Daniel não se contaminou com as coisas do mundo (Daniel 1.8) e sempre orava três vezes ao dia (Daniel 6.10). Enquanto Daniel separou este tempo de consagração houve uma batalha espiritual, mas sua oração foi ouvida desde o primeiro dia e no vigésimo primeiro dia um anjo lhe apareceu com a resposta de Deus (Daniel 10.12,13).
Quais os benefícios do jejum de Daniel?
Vamos refletir sobre as 21 Bênçãos do Jejum, sendo 7 para o Corpo, 7 para a Alma e 7 para o Espírito:
21 Bênçãos do Jejum de Daniel
CORPO
01 - Benção de 3 anos em 21 dias: Dn 1.5-19
02 – Saúde e Boa aparência: Dn 1.15
03 - Força, Vigor, Inabalável: Dn 1.15
04 - Ser mais resistente e firme: Dn 1.18,19
05 - Deus livra da fornalha de fogo: Dn 3.25
06 - Livramento dos seus inimigos: Dn 4.25
07 - Deus fecha a boca dos leões: Dn 6.22
ALMA
08 - 10 vezes mais sábio: Dn 1.20
09 - 10 vezes mais inteligente: Dn 1.20
10 - Ser considerado melhor: Dn 1.19
11 - Temperamento excelente: Dn 6.3
12 - Resolver coisas difíceis: Dn 2.20 e 5.12
13 – Ser mais capaz e aplicado: Dn 10.12
14 - Andar na luz, fugir das trevas: Dn 5.11
ESPÍRITO
15 – Ser muito amado de Deus: Dn 10.11
16 – Ser um guerreiro de oração: Dn 6.22
17 – Receber poder do Espírito: Dn 5.12
18 - Interpretar sonhos: Dn 2.6
19 - Vida de consagração: Dn 10. 2 a 4
20 - Orações respondidas: Dn 10.12
21 - Anjos veem te defender: Dn 10.21




As bênçãos deste jejum alcançam:
-CORPO: porque nos desintoxicamos de alimentos que são desnecessários à nossa saúde;
-ALMA: é um período de higiene mental e maior concentração em coisas que edificam;
-ESPÍRITO: ao enfraquecer a carne, somos espiritualmente fortalecidos com o jejum.

O jejum mortifica a carne, alivia a alma
e fortalece o espírito!
-CONCLUSÃO:
Por três semanas (21 dias), somos convocados a um jejum parcial para maior oração e dedicação ao Senhor. Durante este tempo, evitamos alimentos pelos quais buscamos saciar mais nosso gosto e prazer do que as necessidades reais do nosso organismo (doces, refrigerantes, café, chocolate, carne e frituras ou outros alimentos que constituem hábitos alimentares aos quais estamos apegados). Portando se você quer realmente fazer o Jejum, precisará além de abster-se de alguns alimentos, também deixar outras coisas como, por exemplo: televisão, internet e outros... e dedicar-se pelo menos três vezes ao dia à oração.
-Fazendo o propósito, escreva:
-O que vai se abster: ___________________________________
-Qual o seu propósito: __________________________________
-3 horários de oração ao dia: ________ ; _________; _________
Daniel prosperou e tornou-se governador do maior império que o mundo já conheceu. Sobreviveu a três impérios e reis (Império Babilônio de Nabucodonosor e Belsazar, Império Medo-Persa com Dario, o Medo e Ciro, o Persa – Daniel 6.28). Seus amigos venceram a fornalha de fogo ilesos. Daniel viu Nabucodonosor pastar como animal e ser restaurado como rei. Venceu a cova dos leões e Deus lhe deu livramento de todos os seus inimigos.
Qual seria o segredo de Daniel?
O segredo é a ORAÇÃO!
Postar um comentário